segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Projeto prevê conexão a usuário, mesmo sem cobertura das operadoras

O que você achou? 
Proposta foi aprovada pela Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados.

Na última sexta-feira, 17, a Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei que garante a utilização dos serviços de voz e dados para usuários, mesmo em locais onde suas operadoras não tenham cobertura. 

A proposta obriga outras operadoras de telefonia móvel que atuem na região a prestarem o serviço. O projeto de lei 7786/17, é de autoria do deputado Fabio Garcia (Sem Partido - MT) e recebeu parecer favorável do relator da proposta na comissão, o deputado Rodrigo Martins (PSB-PI).


Garcia destacou que atualmente 1.792 cidades brasileiras contam com pelo menos a cobertura de uma operadora de telefonia e afirmou que seria interessante, se os usuários pudessem utilizar os serviços de sua operadora através da rede de outra empresa. Martins afirma que o projeto contribui para as diretrizes de defesa do consumidor, por garantir o acesso a um serviço tão fundamental nos dias atuais para todos os cidadãos. 

As operadoras que ofertarem serviços de dados e voz para clientes de outras prestadoras, podem cobrar destes os custos associados a oferta. A Anatel poderá aplicar sanções e multas para as operadoras que descumprirem com suas obrigações. 

LEIA TAMBÉM:


7 comentários:

  1. Muito bom , porém espero que os custo pra poder utilizar uma rede que não é de sua própria operadora não seja alto sendo impossível a nos brasileiros assalariados.

    ResponderExcluir
  2. Isso não é o roaming de hoje? Não entendi!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, mas depende. Dependendo da operadora o Roaming Nacional só acontece em cidades com menos de 30 mil habitantes. No projeto seria em todas, basta ter uma operadora na cidade que clientes de todas as outras iriam automaticamente se conectar à rede dessa.

      Excluir
    2. Não compensa utilizar a rede de outra operadora nestes casos, mesmo que disponível. As tarifas costumam ser bem salgadas, a menos que exista um acordo de roaming entre as operadoras.
      Na minha opinião, é melhor ter um segundo chip pré-pago de uma operadora que tenha boa cobertura na sua região do que se sujeitar à caríssima cobrança de roaming.

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir