sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Presidente da Oi renuncia ao cargo em meio à recuperação judicial

O que você achou? 
Executivo deixa a empresa na fase mais complicada do processo de recuperação judicial.

Nesta sexta-feira, 24, o presidente da Oi, Marco Schroeder, apresentou sua carta de demissão ao Conselho de Administração da operadora. A companhia passa por uma fase de indefinições no processo de recuperação judicial e corre o risco de sofrer uma intervenção direta do governo.

Segundo o jornal O Globo, Schroeder disse que as últimas reuniões do conselho da empresa deixaram clara a necessidade de sua saída. O executivo não era favorável às propostas de recuperação judicial feitas pelos grupos Pharol e Societé Mondiale, maiores acionistas da empresa e não assinou o plano de reestruturação, recém aprovado pelo conselho.




De acordo com informações da Veja, em sua carta de demissão, o executivo cobrou um bônus no valor de R$ 30 milhões por cumprir as metas propostas pela empresa. Marcos Schroeder estava no cargo desde junho de 2016, quando assumiu a função no lugar de Bayard Gontijo, que também renunciou ao cargo.

O executivo foi responsável por dar entrada no processo de recuperação judicial da empresa. A Oi vem sofrendo enorme pressão da Anatel e, ao que parece, um acordo entre acionistas e credores ainda é inviável.

Em nota divulgada na noite desta sexta-feira, a Oi anunciou que o diretor jurídico Eurico de Jesus Teles Neto assume o cargo de presidente interino. [ATUALIZADA - 25/11 - 8h17]

LEIA TAMBÉM:


6 comentários:

  1. Ai como seria bom se uma empresa estrangeira renomada e competente comprasse a Oi, porque do jeito que tá indo, a empresa só se afunda.

    ResponderExcluir
  2. Se continuar assim só restará a falência, China Telecom está de olho caso isso aconteça....

    ResponderExcluir
  3. Quando que esse processo chegará ao fim? Tá demorando.

    ResponderExcluir
  4. Marco Shroeder foi guerreio... ainda aguentou 1 ano e 5 meses. A Oi precisa sair dessa recuperacao judicial logo para voltar a investir.

    ResponderExcluir
  5. A falência da Oi é questão de tempo. A empresa foi bastante mal gerida desde o início. Espero que outra grande empresa confiável assuma seu lugar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, a oi foi mal administrada nos últimos anos, o resultado veio agora... Tomara que os chineses compre logo isso, se não o pior vai aconetecer.

      Excluir