domingo, 19 de novembro de 2017

Mesmo endividada, Oi já investiu R$ 3,8 bilhões no Brasil neste ano

O que você achou? 
Com processo de recuperação judicial indefinido, operadora vem realizando investimentos para modernizar sua infraestrutura no país.

Nesta semana, a Oi divulgou os investimentos realizados nos estados brasileiros, entre janeiro e setembro deste ano. Segundo os dados da operadora, já foram investidos R$ 3,8 bilhões, um crescimento de 11,6% em relação ao mesmo período do ano passado.

O montante investido foi usado na implantação e modernização de  sites de telefonia móvel e na instalação de portas de banda larga. Atualmente, a companhia passa por uma indefinição e é responsável pelo maior processo de recuperação judicial da América Latina. 


O CEO da Oi, Marco Shcroeder, afirmou que a empresa vive um momento importante e destacou a recuperação econômica no terceiro trimestre deste ano. O executivo também enfatizou que a operadora conseguiu aumentar as vendas do Oi Total, obteve crescimento das recargas no pré-pago e aumentou o número de clientes corporativos. 

Confira como os investimentos foram distribuídos em cada região do Brasil:

Região Sudeste 
  1. Rio de Janeiro: R$ 880,3 milhões
  2. Minas Gerais: R$ 294,7 milhões
  3. São Paulo: R$ 91,8 milhões
  4. Espírito Santo: R$ 41,1 milhões

Região Nordeste 
  1. Bahia: R$ 168,2 milhões. 
  2. Pernambuco: R$ 94,5 milhões.
  3. Ceará: R$ 89,5 milhões. 
  4. Maranhão: R$ 53,7 milhões. 
  5. Piauí: R$ 28,9 milhões. 
  6. Paraíba: R$ 26,8 milhões. 
  7. Rio Grande do Norte: R$ 22,1 milhões. 
  8. Alagoas: R$ 17,9 milhões.
  9. Sergipe: R$ 15,7 milhões. 

Região Sul 
  1. Rio Grande do Sul: R$ 208,1 milhões. 
  2. Paraná: R$ 161 milhões.
  3. Santa Catarina: R$ 109,8 milhões. 

Região Centro-Oeste
  1. Goiás: R$ 130,5 milhões. 
  2. Distrito Federal: R$ 115 milhões. 
  3. Mato Grosso: R$ 61,7 milhões.
  4. Mato Grosso do Sul: R$ 36,6 milhões. 

Região Norte 
  1. Pará: R$ 72,8 milhões. 
  2. Amazonas: R$ 25,3 milhões.
  3. Rondônia: R$ 23,5 milhões.
  4. Tocantins: R$ 18,1 milhões.
  5. Acre: R$ 11,8 milhões.
  6. Amapá: R$ 7,8 milhões.
  7. Roraima: R$ 6,6 milhões de investimento.

Confira o percentual investido por região:
Na comparação por regiões mostradas acima, é possível perceber que a região Sudeste angariou a maior parte dos investimentos, recebendo mais R$ 1,2 bilhão de investimentos. O destaque vai para o Rio de Janeiro, que recebeu R$ 880,3 milhões, sendo o estado em que a Oi mais investiu no Brasil até setembro deste ano. 

A região Nordeste também recebeu uma porcentagem significativa de investimentos, totalizando R$ 517,3 milhões.

Com percentuais parecidos estão a região Sul, que recebeu R$ 478,9 milhões, e a região Centro-Oeste, com um total de R$ 343,8 milhões. 

Já na região Norte, a  operadora investiu um total de R$  165,9 milhões, um volume bem menor de investimentos. Prova disso são os estados do Acre, Amapá e Roraima, que receberam os menores investimentos da Oi no país. 

LEIA TAMBÉM:
>> Oi oferece ligações ilimitadas para qualquer operadora no pré-pago
>> Oi registra lucro pela primeira vez desde 2015 neste 3° trimestre
>> Assembleia de credores da Oi é adiada pela quarta vez pela Justiça



7 comentários:

  1. Esses investimentos, com certeza, são em áreas nobres. Principalmente, no serviço de banda larga.

    ResponderExcluir
  2. Me pergunto se são valores reais ou fictícios por puro marketing.

    ResponderExcluir
  3. Eu continuo tendo o acesso de 10MB como o máximo possível. E olha que eu moro em Belo Horizonte, hein?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No meu endereço, o máximo são 15MB. Mas ainda não sou assinante.

      Excluir
    2. Aqui na zona oeste do Rio, o máximo que a Oi disponibiliza na teoria são apenas 5 mbps, isso com muita sorte, pq na prática só chega mesmo 1 mbps, já q a operadora utiliza a antiga rede de cobre da Telemar que está sucateadas, os próprios técnicos dizem que a rede é antiga e não suporta o tráfego que a operadora promete entregar.

      Excluir
    3. Enquanto a Oi não substituir a rede de cabeamento de cobre por fibra ótica não será possuir ultra velocidades na internet, os provedores regionais estão dando um banho na Oi, na minha cidade enquanto era apenas a Oi no bairro todo mundo tinha velox, agora com três provedores regionais como opção e oferecendo fibra ótica com velocidades de até 200 mega está todo mundo saindo a Oi, debandada em massa, a sorte da Oi é que esse movimento não está ( por enquanto) acontecendo em todo Brasil, mas se ela continuar sem oferecer fibra ótica aos cliente por mais dois anos, nada mais a salvará da falência definitiva.

      Excluir