segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Depois de nove anos, audiência da TV paga cai no Brasil

O que você achou? 
Maior oferta de plataformas de streaming, como o próprio NOW da TV por assinatura ou a popular Netflix influenciam a queda de audiência.

Quase uma década de crescimento contínuo e, depois de nove anos, a audiência da TV por assinatura no Brasil passa por um momento de queda pela primeira vez nesse período, segundo dados do painel nacional do Ibope, divulgados pelo Notícias da TV.

Até outubro de 2017, os canais de TV paga tiveram média de 9,5 pontos nos domicílios, dois décimos a menos do que o mesmo período em 2016, representados por 2,3 milhões de casas e 6,5 milhões de pessoas.


Em 2008, o Brasil tinha 6,3 milhões de casas com acesso aos canais pagos e, em 2014, passou para 19,6 milhões, com audiência que chegou a ultrapassar números de emissoras abertas como a Record e o SBT. A mudança dos consumidores de TV agora é influenciada principalmente pela maior oferta de plataformas de streaming, como o NOW e o HBO Go, da própria TV paga, e a Netflix, que, apesar de não divulgar os dados de usuários no Brasil, já deve ultrapassar os 7 milhões de assinantes.

Quanto ao número de assinantes de TV paga, sabemos que, em maio, totalizavam 18 milhões, com queda de 308 mil clientes em um mês. Porém, por motivos de "melhorias sendo efetuadas em procedimentos internos", a Anatel está desde o quinto mês do ano sem atualizar os dados, que podem ter caído ainda mais. Um dos fatores que influenciou o cancelamento do serviço foi a falta de cobertura das operadoras com os canais abertos da Simba (SBT, Record e RedeTV!), problema resolvido somente em setembro deste ano

LEIA TAMBÉM: 


2 comentários:

  1. É um serviço que aos poucos vai se apagando . Tudo já se tem na internet . Futebol , lançamentos de filmes . São pacotes de canais sem muita utilidade .

    ResponderExcluir
  2. Só as franquias na internet fixa não sendo aprovadas pela Anatel, que nós não precisaremos mais da TV Paga...

    ResponderExcluir