segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Credores da Oi vão contra apoio de conselho ao plano da operadora

O que você achou? 
Comitê de Bondholders divulga nota afirmando que a decisão é uma “inaceitável violação dos padrões de governança corporativa”.

Após o anúncio do conselho de administração da Oi sobre a aprovação de seu plano de recuperação judicial, além da inclusão de dois conselheiros no quadro de diretores, o Comitê Internacional de Bondholders divulgou, neste domingo (5), uma nota dizendo que a decisão é uma “inaceitável violação dos padrões de governança corporativa”. Em outras palavras, os credores internacionais não gostaram nada da notícia de apoio divulgada pelo conselho.

O comunicado ainda afirma que a empresa pode estar priorizando interesses de acionistas minoritários. Veja o anúncio completo:

"As ações tomadas ontem pelo Conselho de Administração da Oi S.A. constituem uma inaceitável violação dos padrões de governança corporativa. Essas ações foram claramente adotadas na tentativa de fazer a companhia refém e forçar a aceitação de um plano cujo único objetivo é defender os interesses dos atuais acionistas minoritários controladores em detrimento de todos os demais agentes envolvidos e da própria companhia. O Comitê Internacional de Bondholders conclama todas as partes envolvidas a tomarem as ações necessárias para desfazer essa manobra claramente ilegal e dar prosseguimento aos esforços para a aprovação de um plano que possa reunir o apoio de todos os interessados".

Todas as mudanças do plano da Oi ainda serão apresentadas à Justiça do Rio de Janeiro, responsável pelo maior processo de recuperação judicial do Brasil e até mesmo da América Latina, com mais de R$ 65 bilhões em dívidas de 55 mil credores. Na próxima sexta-feira (10) acontecerá a assembleia com credores, que também pode ser decisiva para a Oi.

LEIA TAMBÉM:


Nenhum comentário:

Postar um comentário