quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Alta carga tributária atrapalha telefonia móvel, segundo estudo

O que você achou? 
GSMA defende a redução de tributação para promover a inclusão digital na América Latina. 

Nesta quarta, feira, 1, a GSMA, associação de empresas do setor de telecomunicações, anunciou as conclusões de seu mais recente relatório, que avalia o impacto da carga tributária no setor de telefonia móvel

De acordo com o estudo, apesar de ajudar os governos a equilibrarem as contas, os altos valores pagos em impostos acabam prejudicando as ações para a inclusão digital na América Latina. O diretor da GSMA, Sebastián Cabello, afirmou que a conectividade móvel é um facilitador para a inclusão digital e para o desenvolvimento de países emergentes. 

O executivo também apontou que o custo total da propriedade no setor móvel é superior ao limite de 5% recomendado pela Comissão de Banda Larga da ONU (Organização das Nações Unidas) e que em alguns países, há impostos adicionais para os consumidores e operadoras móveis, o que gera impacto negativo na utilização e nos investimentos em telefonia móvel. 

Apesar de contribuir com 5% do PIB (Produto Interno Bruto) da América Latina em 2016, apenas metade da população do continente assina internet móvel. Cerca de 25% das receitas das operadoras móveis no ano passado foram destinadas ao pagamento de impostos e taxas

Concluindo, o estudo aponta que a redução de impostos e taxas específicas do setor podem ajudar a aumentar a demanda de telefonia móvel, incentivando novos investimentos, o que resultaria no crescimento das receitas fiscais governamentais. 

LEIA TAMBÉM:


Nenhum comentário:

Postar um comentário