terça-feira, 21 de novembro de 2017

Abrint pede que Plano Nacional de Conectividade priorize banda larga

O que você achou? 
Entidade sustenta que projeto do MCTIC priorize a universalização e a qualidade da banda larga no país.

Nesta terça-feira, 21, a Abrint (Associação Brasileira dos Provedores de Internet e Telecomunicações) divulgou um comunicado à imprensa, onde sustenta que o Plano Nacional de Conectividade, projeto do Governo Federal que irá substituir o Plano Nacional de Banda Larga, busque priorizar a universalização da banda larga no país. 

O presidente da Abrint, Basílio Perez, afirmou que o Plano Nacional de Conectividade é uma oportunidade para avançar a universalização da banda larga no país, o que só será alcançado com com ações que também agreguem os provedores regionais de internet. 


Para o executivo, é preciso que sejam criadas condições para que a banda larga chegue com qualidade a regiões mais distantes dos centros urbanos. A entidade também propõe um Fundo Garantidor de Investimentos, que pode ser capitalizado com a alocação de um percentual de valores definidos em compromissos assumidos em Termos de Ajustamento de Conduta (TAC).

Durante a consulta pública do tema, a Abrint também sugeriu que o novo plano permita o acesso efetivo e a diminuição de burocracias para o aluguel de postes, ampliação de redes 4G, entre outros pontos. 

LEIA TAMBÉM:


Nenhum comentário:

Postar um comentário