quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Uso de faixas para o 4G deve abrir caminho para o 5G no Brasil

O que você achou? 
Infraestrutura necessária para a implantação do 5G no Brasil passa pela liberação de frequências para a telefonia, segundo secretário do MCTIC. 

Na última quarta-feira, 4, durante o Futurecom 2017, o secretário de Telecomunicações do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), André Borges, afirmou que o governo deve facilitar a implantação do 5G no Brasil, através da liberação de frequências para o 4G. 

O desligamento do sinal analógico de TV no país, deve expandir a oferta de tecnologia 4G, liberando faixas para a ampliação de serviços de telefonia. Borges destacou que a principal meta é expandir o uso do 4G e universalizar a tecnologia no país. O executivo também citou que a ideia de liberar espectros pode guiar a oferta do 5G no futuro. 

Borges também ressaltou que há uma necessidade de aumentar a qualidade de antenas espalhadas no país para que o 5G possa ser implantado. O MCTIC vem preparando estratégias digitais para aumentar o acesso à internet, visando universalizar o uso da banda larga no país. 

Outros investimentos possíveis para o andamento do setor são os acordos do TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) entre a Anatel e as operadoras, que trocam multas por investimentos em serviços. Representantes do setor também pedem mudanças na Lei Geral de Telecomunicações (LGT) para redirecionar investimentos e melhorar o atendimento aos consumidores. Com informações do Diário do Nordeste. 

Um comentário: