sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Rede de fibra vai conectar universidades em 70 cidades até 2018

O que você achou? 
Programa Veredas Novas, conta com apoio do MCTIC para ampliar conexões entre universidades e institutos de pesquisa até o fim de 2018.
 

Nesta semana, o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) anunciou que o programa Veredas Novas, que é coordenado pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), deve ser ampliado e conetar universidades e institutos de pesquisa em 70 cidades do Brasil até o fim de 2018. 

O projeto é realizado em parceria com o Conselho Nacional de Secretários para Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação (Consecti) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap). O Veredas Novas já funciona em 20 cidades e só é possível por conta da parceria com o programa Cidades Inteligentes, do MCTIC, que levou rede de fibra a 38 cidades do país. 

As redes de alta velocidade são instaladas nas cidades escolhidas e melhoram a qualidade dos serviços. A rede Giga Mossoró, que irá conectar a Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), a Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa) e o Instituto Federal do Rio Grande do NOrte (IFRN), que tem previsão para entrar em operação em agosto de 2018, terá 25 km de fibra. 

Apesar de ter sido criado em 2012, o projeto Veredas Novas começou a ser expandido em 2016 e tem como objetivo interligar instituições de educação com internet de alta velocidade. 

LEIA TAMBÉM:


Nenhum comentário:

Postar um comentário