sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Governo quer criar linha de crédito para pequenos provedores

O que você achou? 
MCTIC e BNDES estudam as possibilidades de criação de um fundo garantidor de financiamento para pequenos provedores de internet. 

Na última quinta-feira, 26, representantes do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para estudar o lançamento de um fundo garantidor de financiamento para pequenos provedores. 

O programa tem como objetivo facilitar o acesso ao crédito aos empreendedores do setor, promovendo a universalização da banda larga no país. A reunião contou com a presença do ministro do MCTIC, Gilberto Kassab, do presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro e do presidente da Telebras, Maximiliano Martinhão. 

Martinhão afirmou que falta uma política governamental de apoio aos pequenos provedores, que são importantes para disseminar o acesso à internet em pequenas cidades do Brasil. O executivo explicou que a ideia seria usar órgãos do governo federal, como a Finep (Financiadora de Estudos e Projetos) e o BNDES, para implantar o fundo garantidor de crédito. 

O chefe do Departamento das Indústrias de Tecnologia da Informação e Comunicação do BNDES, Ricardo Riviera, destacou que atualmente existem cerca de 5 mil pequenos provedores de internet que atua pelo interior do país. 

Desde 2014, o BNDES já disponibiliza opções de financiamento de cabos e fibra óptica. O volume de operações entre 2015 e 2016, chegou a bater a marca de R$ 100 milhões por ano. O presidente da Abrint (Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações), Basílio Perez, afirmou que um fundo garantidor de crédito para os pequenos provedores é essencial para a expansão da banda larga no país. 

LEIA TAMBÉM:


Nenhum comentário:

Postar um comentário