segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Estudo aponta falhas no WiFi que deixam dados expostos a hackers

O que você achou? 
Pesquisadores descobriram brechas em protocolos do padrão WiFi, que permitem o monitoramento de invasores a milhares de informações. 

Nesta segunda-feira, 16, um relatório divulgou uma série de vulnerabilidades no padrão WiFi que tornam milhares de aplicações visíveis para cibercriminosos. A pesquisa tem foco no Android e aponta que 41% dos aparelhos com o sistema estão vulneráveis, mas também apontou falhas no macOS e no iOS. 

A principal falha está presente no WPA2, protocolo de criptografia que protege a comunicação entre roteadores e dispositivos ligados a uma rede WiFi. Os pesquisadores destacaram que a falha torna possível a um criminoso espionar facilmente o tráfego entre computadores e outros dispositivos, permitindo que ele tenha acesso inclusive as senhas e dados sigilosos de usuários. 

O problema atinge principalmente os dispositivos Android em versões 6.0 ou superior e usuários do macOS. Para acessar os dados, basta que o criminoso esteja próximo a rede acessada pelas vítimas. O estudo aponta que esse tipo de ataque funciona contra rede privadas ou empresariais, protegidas pelo WPA2. Por isso, mesmo alterando a senha do WiFi, os criminosos podem continuar acessando seus dados. 

Os pesquisadores também informaram que várias empresas foram alertadas sobre a falha nos últimos meses e que várias dispositivos devem receber novas atualizações de segurança nas próximas semanas, para corrigir o problema. 

LEIA TAMBÉM:


Nenhum comentário:

Postar um comentário