segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Correios Celular começa a atuar na Baixada Santista

O que você achou? 
Operadora começou a vender chips em 27 agências da região nesta segunda-feira.

Nesta segunda-feira, 2, a operadora Correios Celular passou a atuar na região da Baixada Santista, em São Paulo. A venda do chip por R$ 10 está sendo realizada em 27 agências dos Correios na região para o plano Alô 30. As informações são do A Tribuna.

Com uma recarga mensal de R$ 30, os clientes da operadora tem 100 minutos para qualquer operadora, internet sem cortes por 30 dias, com velocidade reduzida após o usuário atingir 1 GB e WhatsApp sem descontar da franquia.

A operadora foi lançada em março deste ano e pretende alcançar todos os estados do Brasil até o fim do ano, levando sua cobertura para pelo menos 3 mil cidades do país. A partir do ano que vem, a operadora também deve passar a oferecer planos pós-pago.

A parceria firmada com a EUTV tem sido proveitosa para a operadora, a empresa que venceu licitação dos Correios em maio de 2016, cuida de toda infraestrutura de rede da operadora e utiliza a rede da TIM. O Correios Celular é responsável pelo atendimentos aos clientes.

LEIA TAMBÉM:


Um comentário:

  1. Não adianta pensar em levar esse chip para três mil cidades se a estrutura que é usada é da Tim e a Tim sequer alcançou esse patamar com o 3G, pois por mais que ela tenha quase 3.5mil cidades com cobertura 2G, do que adianta os correios oferecerem 1 giga de dados se não tem nem 3G para poder usufruir do plano? Outra pergunta persistente é: se daqui a algum tempo a Correios Celular vai levar a venda desse chip para mais cidades alcançando todo o Brasil e a estrutura da Tim não acompanha a evolução sendo que muitas dessas cidades que ela irá atuar sequer tem cobertura 2G, quanto mais 3G ou 4G, do que adianta mesmo expandir esse serviço se a população não vai poder usar de fato deles? Isso é complicado porque a Tim parou de investir em mais cidades, ela não quer investir mais nos pequenos centros onde acha que não compensa, mas que pela falta de opção de outras operadoras (cidades com apenas uma operadora) cria-se um monopólio do qual ninguém mais quer entrar para competir. No fim, se torna uma grande enrolação e enganação, sem de fato oferecer um serviço de qualidade para TODOS e não para uns e outros escolhidos a dedo.

    ResponderExcluir