quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Presidente da Anatel pede revisão na Lei Geral de Telecomunicações

O que você achou? 
Juarez Quadros destacou a evolução conquistada pelos últimos 20 anos, mas ressaltou que as alterações na lei são necessárias para atender a população. 

Durante o Painel Telebrasil 2017, nesta quarta-feira, 20, o presidente da Anatel, Juarez Quadros, falou sobre o momento atual do setor.

 O executivo afirmou que a Lei Geral de Telecomunicações (LGT) deixou de atender a população brasileira, ressaltando que na época em que a lei foi criada, há 20 anos atrás, a internet não tinha tanta importância como tem hoje. 

Em breve análise, Quadros disse que o setor passou por uma enorme evolução neste período, apesar das desigualdades entre regiões, cidade e campo, persistirem no país. 

A Anatel tem algumas medidas para ampliar o acesso à banda larga no país, reduzindo custos para aquisição de licença, desburocratizando o processo e dispensando os pequenos provedores da exigência da autorização para prestar serviços

O presidente também destacou o trabalho para o desligamento do sinal analógico em várias cidades do país e a liberação da faixa de 700 MHz para o 4G. Completando, Quadros reafirmou a importância da aprovação do PLC 79/2016, para que a fiscalização da Anatel atue em outras demandas como a velocidade de internet entregue pelas operadoras.

LEIA TAMBÉM:


Um comentário:

  1. Presidente, aprenda. Você precisa brigar para obter o livre mercado de telefonia aqui no Brasil. Vocês, braço do governo, precisam brigar para não explorar tanto em impostos as teles e estimularem a verdadeira concorrência que acontecerá com liberdade no setor abrir à verdadeira livre concorrência, e não esse socialismo disfarçado de livre mercado. Tomem vergonha na cara. Deixa o povo Vivier sem vossas interferência.

    ResponderExcluir