quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Possibilidade de intervenção na Oi só aumenta, diz ministro

O que você achou? 
Kassab reafirmou a posição do governo e destacou que Anatel deve estar preparada para intervir na empresa a qualquer momento.

Nesta quarta-feira, 27, durante entrevista coletiva sobre o desligamento do sinal analógico em algumas cidades do país, o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, afirmou mais uma vez que o governo não quer intervir na Oi, mas que a expectativa da intervenção aumenta a cada dia, com a indefinição do plano de recuperação judicial da empresa. 

Kassab reafirmou que a empresa necessita de capital novo, seja dos atuais acionistas ou vindo de novos parceiros para dar prosseguimento a aprovação do plano de recuperação judicial e assumir novos investimentos no setor de telecomunicações. 

O ministro confirmou o interesse da China Telecom na empresa, e ressaltou que os chineses chegaram a procurar o governo para discutir a situação da Oi. Para Kassab, a Anatel deve estar preparada para realizar a intervenção a qualquer momento, já que a Oi não é uma empresa qualquer e possui muitos acionistas e responsabilidades com o governo. 

Se o prazo dado pelo presidente da Oi, Marco Schroeder, se confirmar, a operadora deve apresentar uma nova versão do seu plano de recuperação judicial nesta quinta-feira, 28. A expectativa é de que um possível investimento da China Telecom na empresa seja anunciado, já que as duas assinaram um acordo de confidenciabilidade. O interesse da China Mobile também foi confirmado, mas a empresa só teria interesse em comprar a parte de telefonia móvel da Oi. 

LEIA TAMBÉM:


Nenhum comentário:

Postar um comentário