sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Número de celulares com 4G aumenta 95% em um ano

O que você achou? 
Resultado influencia a queda do 3G e 2G, de 25% e 30%, respectivamente.

Já falamos aqui no Minha Operadora que o Brasil é um dos líderes em migrações para o 4G na América Latina. Na última quarta-feira (13), a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgou alguns dados (junto com os resultados mensais de cada operadora) que comprovam o quanto o uso da quarta geração de internet em celulares tem aumentado, enquanto a segunda e terceira geração vem diminuído significantemente.

De junho para julho de 2017, 3,5 milhões de celulares no Brasil acrescentaram o 4G como tecnologia de internet, o que representou um aumento de 4,4%. Em um ano, esse crescimento foi de 95,6% (41 milhões), registrando quase o dobro de novas unidades. Se em julho de 2016 havia 42 milhões de aparelhos conectados ao 4G, esse número cresceu para mais de 84 milhões em julho de 2017.

Por outro lado, a tecnologia 3G tem ficado cada vez mais para trás. Na comparação mensal, a queda foi de 2,70%, com 2,8 milhões de conexões a menos, e diminuição de 25,8% em 12 meses, com -35 milhões de unidades.

A queda do 2G é ainda mais representativa se compararmos o resultado anual, que registrou diminuição de 30,5% (17 milhões de conexões). De junho para julho, a queda foi de 2,4% (960 mil). No entanto, a tecnologia 2G ainda é a única realidade na vida de muitos brasileiros

No total, o número total de conexões para cada tecnologia fica, atualmente, desta forma:

2G: 39 milhões
3G: 101 milhões
4G: 84 milhões

LEIA TAMBÉM:


2 comentários:

  1. Sem contar que são quase 500 municípios (segundo o site Teleco) que só tem 2G como opção. E pior! Que só tem uma operadora de telefonia móvel celular (que são mais de 1200 municípios nessa situação) e que as operadoras não se importam de levar cobertura para estes lugares por considerarem não serem de interesse comercial. Deveriam investir no Brasil como um todo e não apenas em alguns centros de interesse, pois o serviço é caro e deve estar disponível em todo centro urbano como forma de respeito ao consumidor tanto do interior quanto dos grandes centros e da capital.

    ResponderExcluir