sexta-feira, 8 de setembro de 2017

MCTIC acredita que 5G vai universalizar acesso à internet no Brasil

O que você achou? 
Após realizar a primeira demonstração do 5G com equipamento da Inatel, MCTIC foca na abrangência de cobertura com a nova tecnologia.

Na última semana, durante um evento em Brasília, houve a primeira transmissão com 5G do Brasil. O equipamento que tornou a demonstração possível foi desenvolvido por pesquisadores do Inatel (Instituto Nacional de Telecomunicações). 

De acordo com o Inatel, o foco de uso da tecnologia 5G no Brasil é diferente em relação a outros países. No país, o 5G deve ser usado para ampliar a cobertura e universalizar o acesso à internet no país.

A expectativa do instituto e do MCTIC (Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações) é que o 5G solucione o problema de acesso à internet de boa qualidade, não só em centros urbanas, como também em zonas rurais e com cidades com baixa densidade populacional. 

A rede 5G deve ampliar o raio de cobertura de internet móvel de 10 km para 50 km, mantendo a qualidade do serviço. O ministro Gilberto Kassab participou da transmissão e ressaltou que o objetivo com a  tecnologia é passar a oferecer internet rápida em qualquer cidade do país. 


LEIA TAMBÉM:


2 comentários:

  1. Aqui no Brasil, quando chegar o 5G, só se for daqui a 20 ou 30 anos...

    ResponderExcluir
  2. Esse papo de universalizar a internet é triste, me lembro que num passado não muito remoto diziam que o 4G na faixa de 700 Mhz é que faria esse papel de universalizar a banda larga, mas na realidade o que se vê são as operadoras montando planos caros e com uma franquia ridícula de tão pequena, ao 4G era apresentada como a substituta da internet fixa e com ótimo custo beneficio, a profecia falhou e mudaram a versão, agora lá vem com essa de 5G, quando essa tecnologia chegar ficará anos confinada financeiramente no alcance apenas das pessoas de alto poder aquisitivo e de empresas.

    ResponderExcluir