segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Cérebro humano é conectado à internet pela primeira vez na história

O que você achou? 
O chamado Brainternet liga as ondas cerebrais e transmite os dados do cérebro em tempo real à página da web.

Brainternet: este foi o nome dado ao projeto testado por neurocientistas e engenheiros da Universidade de Wits, na África do Sul, que conectou um cérebro humano à internet pela primeira vez.

Para realizar o teste, foi preciso utilizar um eletroencefalograma (EEG), que capta os sinais elétricos do cérebro, ou seja, as ondas cerebrais, e transmite os dados para um minicomputador alimentado por uma bateria portátil, o Raspberry Pi. Através dele, foram disponibilizadas em tempo real as informações captadas pelo cérebro do voluntário diretamente em uma página da internet, sem suporte de fios.

De acordo com o engenheiro Adam Pantanowitz, criador do projeto, a ideia é entender como um cérebro humano funciona e processa informações, através de um monitoramento contínuo da atividade cerebral e em tempo real, que em breve pode possibilitar, inclusive, interatividade. Ou seja, a interação entre usuário e seu próprio cérebro, de forma com que forneça estímulos e possa ver respostas no 'mundo real'.

LEIA TAMBÉM:


Nenhum comentário:

Postar um comentário