segunda-feira, 25 de setembro de 2017

2017 vai acabar com mais pessoas desconectadas no mundo

O que você achou? 
Estudo global mostra que a tendência é que a desigualdade digital aumente, e que mais da metade do mundo acabe o ano desconectada.

Você sabia que, no final de 2017, haverá mais pessoas desconectadas do que conectadas ao redor do mundo? É o que diz o estudo ‘State of Broadband’, da Comissão de Banda Larga da União Internacional de Telecomunicações (UIT), que afirma que 52% da população global, representada por 3,9 bilhões de pessoas, ainda estarão desconectadas.

O secretário-geral da UIT, Houlin Zhao, afirma que o mundo ainda passa pela desigualdade, onde os países com mais avanço no digital continuam avançando, enquanto os países em desenvolvimento acabam sendo deixados para trás. Sabe aquela velha história de que “o pobre cada vez fica mais pobre e o rico cada vez fica mais rico”? A lógica é a mesma.

Não se trata apenas de teoria. Segundo os estudos, a penetração da conectividade em países desenvolvidos chegará a 41,3% no final de 2017, e os países menos desenvolvidos ficarão apenas com 17,5%. 

O secretário-geral das Nações Unidas, Antônio Guterres, concorda, e ainda afirma que a ONU também deveria receber metas referentes à cibersegurança, direitos humanos, privacidade e desigualdade relacionadas à conectividade. 

Em nível nacional, recentemente, o Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) também divulgou uma pesquisa relevante do setor, a “TIC Domicílios 2016” que diz que apenas 54% dos domicílios estão conectados à internet. Veja todos os detalhes divulgados pelo Minha Operadora

LEIA TAMBÉM: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário