quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Segundo a Anatel, reclamações de telecom diminuíram 14%

O que você achou? 
Ainda assim, Agência Nacional de Telecomunicações recebeu 276 mil reclamações de clientes de TV, banda larga e telefonia móvel e fixa somente em junho.

Notícia boa, mas nem tanto. Talvez seja o famoso “menos pior”. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgou, nesta terça-feira (14), os números de reclamações registradas em sua plataforma no mês de junho. Em comparação com o mesmo mês de 2016, houve queda de 14,1% nas queixas de telecom. Ainda assim, a Agência recebeu um total de 276,8 mil reclamações somente em um mês, o que mostra que o setor ainda é bastante problemático.

No sexto mês do ano, a TV por assinatura foi a única que apresentou aumento de reclamações, com um total de 41,2 mil (+1,9%). No entanto, os outros serviços apresentaram redução: telefonia celular, com 131,6 mil reclamações (-15,6%); telefonia fixa, com 60 mil (-21,9%); e banda larga, com 42 mil (-10,4%).

As principais queixas dos clientes das mais variadas operadoras são, é claro, sobre cobranças, representando quase 52% do total. TV por assinatura fica em segundo lugar (49,3%) e telefonia fixa, em terceiro (37,3%). Quando o assunto é banda larga fixa, os comentários e solicitações envolvem, primeiramente, a qualidade do serviço (46,6%), seguida de cobranças (22%) – essas, que também foram levantadas por quem tem TV por assinatura e telefone fixo em casa.

Já os clientes de pré-pago no celular mais reclamam de créditos (49,5%) e, depois, de ofertas, promoções e bônus (15,5%), que também são queixas comuns de clientes do pós-pago (10,2%) e de TV paga (9%). Em terceiro lugar, com 11,6% das reclamações totais, chega a qualidade dos serviços e, em quarto, com cerca de 8%, o cancelamento.

De acordo com a Anatel, as reclamações de todas as operadoras de telefonia móvel diminuíram no mês de junho de 2017, em comparação com junho de 2016, sendo que a TIM foi a que apresentou maior diminuição em números absolutos. 

Veja os números separados por setor e operadora:

Telefonia móvel em junho de 2017
TIM: 43,7 mil reclamações – queda de 2,6%
Vivo: 32,2 mil reclamações – queda de 20,4%
Claro: 29,9 mil reclamações – queda de 12,9%
Oi: 16 mil reclamações – queda de 33,4%
Nextel: 9,4 mil reclamações – queda de 22,1%

Telefonia fixa em junho de 2017
Oi: 30,7 mil reclamações – queda de 29,9%
Vivo: 19,5 mil reclamações – queda de 14,8%
NET/Claro: 7,9 mil – queda de 4,2%

TV por assinatura em junho de 2017
Oi: 3,3 mil reclamações – queda de 39,5%
NET/Claro: 18,9 mil reclamações – aumento de 7,2%
SKY: 16,3 mil reclamações – aumento de 10,7%
Vivo: 2,5 mil reclamações – aumento de 7,3%

Banda larga em junho de 2017
Oi: 18,1 mil reclamações – queda de 20%
Vivo: 12,1 mil reclamações – queda de 6,3%
NET: 6,5 mil reclamações – aumento de 8%

LEIA TAMBÉM:


Um comentário:

  1. Eu só abro reclamações no consumidor.gov.br, neste sim as operadoras retornam e resolvem! Infelizmente faço parte dessa estatística da Anatel, que deveria era refletir sobre o que realmente se propõem perante a sociedade, tem mais de um ano não abro uma reclamação no sistema da Anatel, afinal não resolvem nada mesmo, então pra que perder meu tempo...

    ResponderExcluir