quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Qual é a relação de pais e filhos com a tecnologia? A TIM responde!

O que você achou? 
E você, concorda com os resultados obtidos pela TIM na pesquisa? Como você acha que os smartphones e a internet influenciam no relacionamento em casa?

A operadora de telecomunicações TIM realizou, no mês passado, uma pesquisa que analisa o relacionamento de pais e filhos na internet. Quais são os principais hábitos para consumir conteúdo on-line? Como os pais se comportam? Com todo o aumento de smartphones e acesso à internet 4G, qual é o papel da tecnologia na relação entre a geração mais velha e mais jovem?

Para responder a essas perguntas, a TIM entrevistou cerca de mil clientes de planos pós-pago e controle em todo o Brasil, que acreditam que a popularização da internet via celular os aproxima dos filhos, uma vez que possibilita mais ligações, uso de redes sociais e outros aplicativos de interação.

De todos os entrevistados, 72% possuem um ou dois filhos, sendo que as idades variam e influenciam na ligação entre pais e filhos. Por exemplo, 56% dos pais disseram se sentir mais próximos com a internet no celular, e, entre os adolescentes de 12 e 17 anos, a utilização de ligações e dados da operadora para se comunicar com os filhos chega a 86% dos casos – com as idades no geral, essa porcentagem é de 73%.

Ligações ou redes sociais?

Mas as chamadas pelo celular não são mais o principal meio de comunicação entre pais e filhos, pelo menos para 43% dos pais brasileiros, 54% para pais de filhos adultos e 65% para pais de adolescentes. Em troca? Eles têm utilizado aplicativos de mensagens instantâneas, como WhatsApp e Messenger, do Facebook.

E quem disse que crianças não possuem smartphone? De acordo com o levantamento da TIM, 43% dos pesquisados disseram que os filhos pequenos, entre 0 e 11 anos, já têm um celular próprio. Para 57% deles, que são da Geração X (acima de 36 anos) e não tiveram tanto acesso à internet na juventude, a conectividade através das redes sociais é de extrema importância, e são elas que, para 51%, os atualizam sobre a vida dos filhos.

Ainda existe o dado que diz que 70% de pais de crianças e 74% dos pais de pré-adolescentes acreditam que a ferramenta também é essencial para monitorar os conteúdos que os filhos acessam.

Só que, neste caso, os planos com internet seriam mais benéficos aos clientes que se preocupam com essa interatividade on-line entre pais e filhos, do que as ofertas que priorizam chamadas ilimitadas, por exemplo - que, aliás, muitas vezes torna-se o foco da TIM. Vale lembrar que até mesmo atividades em casa foram destacadas pela pesquisa: 54% afirmam fazer pesquisas on-line com os filhos, 79% acreditam que a internet é importante para a educação deles e 59% encontram na internet as atividades de lazer.

LEIA TAMBÉM:


2 comentários:

  1. O Brasil é hilário,a Tim fazendo pesquisa de relacionamento "país e filhos" kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.Ela tem que fazer pesquisa pra saber como tá sendo aceito o produto dele , onde pode melhorar. Se o sinal tá bom , atendimento , internet, ligação.

    ResponderExcluir
  2. O jeito tim de ser. Ainda na minha cidade nem cobertura 2G Tem. Pior 4G!
    Lamentável.

    ResponderExcluir