terça-feira, 22 de agosto de 2017

Projeto que permite acúmulo de dados de internet divide opiniões

O que você achou? 
Atualmente, os dados contratados não usados pelos consumidores são perdidos e não podem ser acumulados, o que muda caso o projeto seja aprovado.

O projeto de lei que permite aos clientes das operadoras acumular dados de internet não utilizados por até dois meses tem dividido a opinião de especialistas. O texto segue para análise na Câmara dos Deputados.

Algumas operadoras já oferecem a opção de acúmulo de dados em determinados planos pós-pagos. O texto prevê o acúmulo de dados não usados, para serem utilizados nos dois meses seguintes. A maior dúvida é sobre o impacto que isso causaria na relação entre clientes e empresas.

Apesar de não acharem que o projeto ameaça a lucratividade das teles, alguns especialistas questionam se a medida trará reais benefícios ao consumidor. Eduardo Tude, presidente da Teleco, afirma que as operadoras devem aumentar o valor dos pacotes de dados para compensar o acúmulo, principalmente no pré-pago, e isso não trará vantagens ao consumidor.

Em relação ao aumento de valores, a advogada Sonia Amaro, representante da Proteste, ressalta que as operadoras não podem se valer do argumento de acúmulo dos dados não utilizados para cobrar mais caro pelos pacotes e que essa ação seria questionável na Justiça.

Marcelo Carneiro, analista de telecomunicações da Lafis (consultoria de finanças), afirma que é muito cedo para afirmar que as operadoras aumentarão as tarifas e acredita que com o texto sendo aprovado sem mais alterações, os consumidores se beneficiaram bastante.

Para a Proteste, a melhor forma de garantir os benefícios que  o projeto traz para os consumidores é apostar na informação. Com isso, as operadoras deveriam avisar aos clientes sobre o período para utilização dos créditos acumulados, evitando conflitos.

LEIA TAMBÉM:


4 comentários:

  1. Bom projeto , espero que seja aprovado por este congresso corrupto , que só governa para empresas . O povo que se lasque.

    ResponderExcluir
  2. Espero que não seja aprovado, as empresas devem ter a liberdade de comercializar seus serviços da forma que acharem melhor, sendo ruim ou bom para o consumidor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Data venia, ninguém tem direito de receber pelo serviço que não prestou, pelo pacote que não entregou. Chama-se injustiça, a despeito da liberdade de mercado. Se não houvesse como equilibrar isso, tudo bem que prevalecesse a lei da selva, mas havendo essa simples solução de dois meses, cabe sim a intervenção do Estado para impor o bom senso que, na verdade, já é observado por algumas operadoras.

      Excluir
  3. Bom pra quem nao sabe na Oi os usuarios do Oi Livre Pre Pago podem acumular seu minutos e dados nao utilizados para a proxima recarga...eu sou usuario do Oi Livre e estou muito satisfeito.

    ResponderExcluir