sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Preço da banda larga móvel no mundo cai pela metade em três anos

O que você achou? 
UIT também afirma que até o fim do ano, cerca de 4,3 bilhões de pessoas terão acesso à internet móvel no mundo.


A União Internacional de Telecomunicações (UIT), braço da ONU para setor de telecom, divulgou nesta semana um estudo sobre o estado das comunicações no mundo. A pesquisa revelou que a banda larga móvel está se tornando cada vez mais essencial para conectar as pessoas no planeta Terra, e que isso ocorre por conta da queda nos preços.

Pelos números da organização, o valor médio da banda larga móvel caiu pela metade entre 2013 e 2016. O cálculo não levou em conta apenas o preço por usuário, mas também o valor das assinaturas em relação a média de renda por pessoa.

Os dados revelam que o crescimento foi maior nos países menos desenvolvidos. O preço da internet móvel era de 32,4% da renda média do consumidor em 2013 e em 2016 chegou a diminuir para 14,1%.

Nos países em desenvolvimento, como o Brasil, a queda de preço caiu de 11,6% para 6% em três anos. Em países desenvolvidos, o preço baixou de 1% para 0,7%. A média mundial caiu de 8,3% para 4,3% no fim de 2016.

A estimativa da UIT é que, até o fim deste ano, 4,3 bilhões de pessoas tenham acesso à internet móvel, consolidando um crescimento de 20% por ano, nos últimos cinco anos. A implementação de redes móveis em países mais pobres é o foco desse crescimento. Nesses países, o aumento médio foi de 50% em quantidade de novos acessos, entre 2012 e 2017.

LEIA TAMBÉM:


Nenhum comentário:

Postar um comentário