terça-feira, 15 de agosto de 2017

Oi corta internet de escolas públicas do Distrito Federal

O que você achou? 
Escolas estão sem acesso à rede há 4 meses, devido a uma dívida de R$ 4 milhões do Governo com a operadora Oi.

Faz quatro meses que a Oi cortou a internet de escolas públicas do Distrito Federal. O motivo? A falta de pagamento da Secretaria de Educação pelos serviços de banda larga da operadora, e o acúmulo de uma dívida de R$ 4 milhões.

No total, há 674 escolas públicas na região, e apesar de nem todas unidades estarem sem acesso à internet, já que algumas contrataram o serviço de forma independente, grande parte está prejudicada com serviços do dia a dia, como o registro de presença de alunos, lançamento de faltas, correção de pagamentos e mesmo as aulas de informática.

O Governo do Distrito Federal afirma que, apesar do corte ter ocorrido em 2 de abril, os atrasos nos pagamentos estão pendentes desde a gestão de Agnelo Queiroz (PT), e que estão trabalhando para quitar os débitos. Além disso, diz estar em contato com a Oi para negociar a volta dos serviços.

E já que, por enquanto, o Governo não passou uma data, assim como a Oi, que disse não comentar contratos dos clientes, os professores estão fazendo vaquinhas e se deslocando para outros lugares com Wi-Fi para poder realizar as atividades cotidianas, muitas vezes atrasadas.

A Secretaria de Educação também sugere outra solução: que as escolas usem verbas do Programa de Descentralização Administrativa e Financeira, que serve para custear reformas, manutenções, água, esgoto, energia elétrica, e também os serviços de telefonia fixa e banda larga. No 1º semestre do ano, o Governo liberou R$ 29,8 milhões para o programa, mas, no entanto, a previsão anual é de R$ 85 milhões. Em 2016, foram R$ 84,6 milhões.

LEIA TAMBÉM:


Nenhum comentário:

Postar um comentário