domingo, 11 de junho de 2017

Vendedor da NET assedia adolescente por WhatsApp

O que você achou? 
Estudante passou seus dados para receber ofertas da NET; o que recebeu, no entanto, foram mensagens ofensivas, como “peito lindo” e “bumbum delicioso”.


Esta semana termina com mais um caso que viralizou e causou revolta nas redes sociais – desta vez, envolvendo o assédio de um vendedor da NET. O consultor, ao abordar uma jovem na rua e oferecer os serviços da operadora, aproveitou seus dados telefônicos para enviar mensagens sexuais e desrespeitosas por WhatsApp. O fato aconteceu na Zona Sul de São Paulo, na última quinta-feira (8) pela manhã.

Conforme registrou em boletim de ocorrência a estudante de 17 anos, tudo começou quando, ao ser abordada na rua por um vendedor que panfletava os planos da NET, passou o número de telefone para saber mais detalhes sobre a oferta oferecida. Segundo ela, o profissional estava de uniforme e identificado com crachá.

No entanto, uma hora depois, ele decidiu enviar mensagens para a menina através do aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp, com conteúdo que nada tinha a ver com a NET, e o que é pior, completamente ofensivo. “Ele me mandou 'oi linda', elogiou e eu agradeci. Depois, esperei as propostas de planos, mas recebi aquelas mensagens nojentas e fiquei desacreditada”, disse em entrevista.

“Que peito lindo vc tem”; “Olhei seu corpo todo”; “Quando virou de costa imaginei esse bum bum delicioso seu” – essas foram apenas algumas das mensagens enviadas pelo homem, que se dizia excitado com o corpo da menina. Ao recebê-las, ela avisou que o denunciaria, o bloqueou no aplicativo e, de fato, abriu um B.O. por importunação ofensiva ao pudor.

Como a internet e as redes sociais existem, a menina aproveitou a situação para alertar outras pessoas através do Facebook. Para ela, este é um caso que mostra o que as mulheres passam diariamente e como provocam medo e repressão – muitas vezes, com a vítima saindo injustamente como culpada.

Com toda a repercussão, três contatos logo foram feitos à menina: o primeiro, claro, da NET, que divulgou em nota que está averiguando o caso e tomará todas as medidas cabíveis. O segundo, do próprio assediador, que passou a ligar e mandar mensagens SMS com pedidos de desculpas. E o terceiro, da mãe do vendedor, que alegou que ele “teve uma atitude vergonhosa, é um menino trabalhador, esforçado e cometeu um grande erro”.

Para denunciar casos como esse e outros relacionados aos desvios de conduta dos funcionários NET, a empresa disponibiliza o e-mail conduta.net@net.com.br.

Veja abaixo todas as mensagens:


LEIA TAMBÉM:


Nenhum comentário:

Postar um comentário