quarta-feira, 7 de junho de 2017

Como descobrir se o seu celular é pirata

O que você achou? 
Saiba se você corre risco de ficar sem serviço a partir de outubro.

Depois que a Anatel anunciou que os celulares piratas serão bloqueados no final do ano, muitos nem se importaram com a notícia, levando em conta a maneira como adquiriram seus aparelhos ou até mesmo o fato de terem sido produzidos no Brasil, o que seria um ótimo motivo para descartar possibilidades de bloqueio.

No entanto, se procurar em sites de compras como Mercado Livre e OLX, existem muitas pessoas que negociam seus aparelhos, seja por meio de uma troca com troco ou uma venda para pegar um modelo mais avançado. A realidade é que trocar de aparelho de tempos em tempos é algo muito comum por aqui.

Para essas pessoas, e também para aquelas que compraram aparelhos importados, a dúvida que fica na cabeça é: serei bloqueado também? Como vou saber se meu aparelho está dentro dos requisitos da Anatel? A resposta é mais simples do que você pensa.

Em primeiro lugar, aqueles que compraram celulares nos Estados Unidos ou outros países, mas aparelhos originais, na loja, com tudo em ordem como manda o figurino, pode ficar tranquilo que ele não será bloqueado. O bloqueio será realizado pela base de códigos GSMA, onde os IMEIs originais ficam registrados.

Isso significa que não será um problema nem para aqueles que compraram aparelhos da China, contanto que sejam originais. Marcas como Xiaomi, Oppa e outros que não são comercializados normalmente aqui no Brasil. No entanto, é na China que mora o perigo para muitas cópias de celulares populares.

Hiphones (cópias conhecidas do iPhone) com certeza serão bloqueados, até mesmo porque um “iPhone” que roda Android é uma aberração da natureza. Quando se trata de cópias de aparelhos Android originais, como Samsung, Motorola, entre outros, basta um olhar mais analítico para reconhecer uma falsificação.

De qualquer maneira, confira se o aparelho possui os selos com códigos que certificam a integridade do aparelho, que normalmente, fica embaixo da bateria.

Se ainda assim não for capaz de confirmar, leve o seu aparelho a uma loja especializada da marca que ele carrega. Dessa maneira, um profissional poderá lhe auxiliar na identificação do celular.

LEIA TAMBÉM:


Nenhum comentário:

Postar um comentário