sábado, 15 de outubro de 2016

Veek, nova operadora de celular, entra em operação em fevereiro de 2017

O que você achou? 
Veek será uma operadora moderna, sem preconceitos, e que promete revolucionar o mercado de telefonia celular do Brasil. Será um sucesso? Conheça mais.


Faltam poucos meses para o Brasil receber mais uma competidora no setor de telefonia móvel. A Veek, operadora virtual (MVNO) controlada pela Surf Telecom (EUTV), afirma que tudo está sendo organizado para que o seu lançamento aconteça em fevereiro do ano que vem. A Veek deve estrear em todo o Brasil já tendo a maior cobertura de internet 4G do país, pois irá utilizar a rede da TIM para fornecer os seus serviços.

A ideia da Veek é se diferenciar das empresas tradicionais de telefonia por não vender pacotes de minutos ou franquia de dados, mas sim cobrar exatamente aquilo que o consumidor utiliza. É o que o mercado chama de "pay as you go", ou "pague o que você usa", em inglês. Isso quer dizer que o cliente da Veek será cobrado por minuto de ligações para qualquer operadora, por megabyte (MB) trafegado na internet e por cada mensagem SMS enviada. A empresa, no entanto, promete tarifas bastante competitivas.



Toda a operação da Veek será 100% digital, o que inclui atendimento e recarga somente por meio de aplicativo e site da empresa. Não serão abertas lojas para vender chips. As vendas serão feitas on-line, com SIM Cards sendo entregues pelos Correios. Cada cartão deve custar R$ 20,00.

Para aumentar a sua base de usuários rapidamente, a operadora vai apostar no marketing multi-nível. Interessados em vender os chips devem se cadastrar para se tornarem "Veeker's", e receberão um código - chamado #VeekCode - para indicar novos clientes. Com isso, cada Veeker vai ganhar comissão de acordo com a receita obtida pelos seus indicados, além de ficar com 50% do valor de cada chip vendido.

Quem deseja testar a qualidade e funcionamento dos serviços oferecidos pela operadora Veek pode se tornar um Beta Tester. O cadastro está sendo realizado no site. Basta informar nome e um e-mail para receber a comunicação da empresa quando os chips para os Beta Tester começarem a ser distribuídos.

Leia também:


Um comentário: