sexta-feira, 19 de agosto de 2016

NET Vírtua e Embratel lideram ganhos de clientes na banda larga em julho

O que você achou? 
Todas as operadoras de internet fixa ganharam clientes, alavancando o setor no Brasil. Veja o desempenho de cada empresa.


O setor de internet banda larga fixa fechou o primeiro semestre de 2016 com 26,13 milhões de acessos em operações, alta de 0,35% na comparação junho/maio. De acordo com relatório divulgado pela Agência Nacional de Telecomunicações nesta sexta-feira, 19, mais 90.667 pontos de acesso à internet fixa foram instalados durante o sexto mês do ano.

Quem liderou em adições líquidas foi o grupo formado por NET e Embratel. A Telecom Americas recebeu 34.014 novos clientes. A Oi Velox foi a segunda colocada em ganhos de clientes, registrando, em julho, 17.253 usuários a mais do que em junho. A Vivo Fibra fecha o pódio, com 13.780 clientes conquistados no período.

Terminamos o ranking com SKY Banda Larga (+ 5.994); TIM Live (+ 5.656) e Algar Telecom (+ 2.695), todas com saldo positivo de assinantes.



A banda larga fixa no Brasil tem o mercado dividido principalmente pelas seguintes empresas:

  1. NET Vírtua/Embratel - 31,71% (8,28 milhões de clientes)
  2. Vivo Fibra - 28,43% (7,43 milhões de clientes)
  3. Oi Velox - 24,45% (6,38 milhões de clientes)
  4. Algar Telecom - 1,82% (474 mil clientes)
  5. Sky Banda Larga - 1,17% (305 mil clientes)
  6. TIM Live - 1,16% (303 mil clientes)

Leia também:


Um comentário:

  1. Faltou na matéria os dados dos acessos dos provedores regionais que somaram 2.543.000 clientes. Esses ISPs regionais juntos cresceram muito mais do que as operadoras tradicionais, que empacotam o serviço de banda larga com demais serviços. Isso prova que nos subúrbios e áreas mal servidas, os provedores regionais estão ocupando o espaço das linhas móveis pré pagas para dados. Esse fenômeno se mostra consistente e fará a diferença nos acessos.
    Já disse uma vez e repito: o futuro é dados. Posso até arriscar TRÊS palpites que irão mexer com o mercado se tiverem adesão:
    1) Numeração própria para os provedores regionais.
    2) Ativação do sinal adquirido pelos provedores regionais.
    3) Crescimento de usuários do Whatsapp e demais mensageiros usando numeração internacional. Nesse caso ter número nacional será obsoleto.
    Eu mesmo utilizo os aplicativos de mensagens e ligações com número americano. Dessa forma ter um sim card nacional não é mais necessário. O presidente da Vivo agradece.

    ResponderExcluir