quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Anatel confirma perda da vice-liderança da TIM para a Claro

O que você achou? 
TIM perdeu mais de 1,3 milhão de clientes, desempenho considerado péssimo para o mercado. Veja como reagiram as suas concorrentes.


Foi confirmada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a perda da segunda colocação da TIM no mercado de telefonia móvel brasileiro. Em matéria publicada em 31 de julho, o Minha Operadora adiantou a informação de que a empresa italiana havia sido ultrapassada pela Claro.

Agora nós temos os dados completos do setor, e podemos ter noção de que a situação realmente foi feia para a TIM mais uma vez. A operadora perdeu quase o triplo de clientes do que todas as outras operadoras juntas! Foram 1.383.411 linhas desativadas. Para se ter uma ideia, a Claro também perdeu muitos clientes, mas bem de longe: - 321.506.


Com isso, a participação de mercado das operadoras móveis nacionais ficou assim:

  1. Vivo: 28,93%
  2. Claro: 25,36%
  3. TIM: 25,25%
  4. Oi: 18,77%
  5. Nextel: 0,97%

Em todo o Brasil, o mercado de celular fechou o primeiro semestre de 2016 com 253,41 milhões de chips ainda em operação, o que representa quase 124 linhas para cada 100 habitantes. No entanto, parece ser uma nova tendência que, chegando promoções mais competitivas com ligações para qualquer operadora, e a ascensão de aplicativos de comunicação instantânea, como o WhatsApp, esse número tende a diminuir cada vez mais ao passo que as pessoas passam a depender menos do serviço de VOZ das operadoras móveis, assim como tem ocorrido com a telefonia fixa.

Continuando com os resultados do celular no mês de junho...

A Oi também teve um saldo de clientes negativo (- 184.061), enquanto Vivo (+ 46.855) e Nextel (+ 4.936), as teles que focam mais na venda de planos pós-pagos (conta) e são apontadas como as empresas com tarifas mais caras pelos consumidores, ironicamente foram as únicas a ganhar assinantes. Será que o brasileiro passou a priorizar mais a qualidade do serviço do que o seu preço baixo?



[ATUALIZAÇÃO 19/08/2016 - 10H53]:

Segue posicionamento enviado pela Assessoria de Imprensa da TIM sobre o teor deste artigo:

O mercado de telefonia móvel no país passa por um momento que já era esperado, com consolidação de chips e diminuição do “efeito comunidade”, impulsionado pelo novo comportamento do consumidor, que hoje prioriza o serviço de dados.A TIM lidera diversos movimentos importantes do setor nesse cenário, como o fim da cobrança diferenciada de chamadas para outras operadoras, a expansão da rede 4G, o desbloqueio da internet no segmento pré-pago, entre outros. A empresa acredita que nesse novo contexto de mercado, o valor associado a cada usuário, e, sobretudo sua satisfação e experiência, se torna mais relevante do que o volume de linhas. A companhia já vê resultados positivos dessa estratégia. A receita média por usuário com serviços de valor agregado cresceu 27% no segundo trimestre desse ano, por exemplo.

Leia também:


4 comentários:

  1. E a Oi, que parece que ta morta, quase nao perdeu clientes... continua viva!!!

    ResponderExcluir
  2. Ridiculo a Oi estar la na lanterninha. Uma empresa q tem de um tudo para ser a melhor do pais.

    ResponderExcluir
  3. Tem um ditado antigo que diz o seguinte: "Quem semeia ventos, colhe tempestade". Agora vejo isso na prática.
    Não me admira essas quedas sucessivas de acessos da Tim. Não se trata mais de uma reles limpeza de base. Se trata de algo maior, de uma resposta natural dos clientes a uma operadora que mesmo parecendo moderna, se mostrou Inflexível em seus procedimentos internos. Já explico.
    A Tim sempre teve idéias inovadoras na teoria. Mas na prática, seus clientes sentiram que a operadora parece não aliar boas ideias a uma boa prestação de serviço. Não há a percepção de qualidade que seus comerciais apregoam aos quatro ventos. A começar pelo menu de consulta de saldo, bônus e minutos. São vários, tornado a vida do usuário pré um inferno. A Oi com todos seus problemas dá uma aula de simplicidade nesse quesito. Na Tim, o cliente tem que praticamente adivinhar pra onde ligar pra obter essas informações em tempo real, de tanto código a digitar. Custava mandar tudo em apenas um canal para o cliente?
    Se evoluir é fazer diferente, porque alguns serviços cruciais ainda são impossíveis na Tim, como portar via SMS, trocar o DDD de uma linha pré apenas ligando na central, trocar o número, etc.
    Desculpa minha franqueza, mas a Tim evoluiu somente nos comerciais apelativos, aliás sua marca registrada. Após terceirizacão do SAC os atendentes não ficam patinando no limbo sem solução. Agora batem o telefone na cara dos clientes mesmo. Se antes era ruim, agora piorou mais ainda. Se eu fosse enumerar as coisas ruins que poderiam ser facilmente corrigidas daria uma enciclopédia.

    Usar o termo "Evoluir" em seus comercias parece aberração, pois uma coisa que a Tim não fez foi evoluir. Nem um milímetro. Usei a Tim durante 12 anos. Falo com propriedade. A Tim, depois de Lucciani, só serviu pra dar idéias inovadoras para a concorrência.
    Já melhorar seu atendimento no SAC e nas lojas, nem pensar. Mudar comportamentos radicais nem pensar.

    Então, não adianta espernear. Os números de julho continuam negativos. A Vivo pode ser cara e arrogante com seus clientes pré. Mas comparado à teimosia da Tim em se atualizar, a Vivo trata melhor seus clientes pré do que o inferno irritante que é ser um cliente pré na Tim.

    ResponderExcluir
  4. Queridas operadoras, vamos olhar também para os micro municípios onde só há uma operadora de telefonia. Vamos expandir essa rede, queremos rede onde quer que a gente vá!

    ResponderExcluir