quarta-feira, 20 de julho de 2016

Ex-presidentes da TIM e da Claro querem ser os novos donos da Oi

O que você achou? 
Ações da Oi se valorizaram mais de 15% depois da divulgação de que empresa pode ser salva por "anjos da guarda".




O ex-presidente da Claro, João Cox, e o ex-presidente da TIM, Mario Cesar de Araújo, estão juntos em um consórcio de investidores para comprar uma fatia considerável da Oi, que está em processo de recuperação judicial para evitar a falência. O grupo ainda é formado por Renato Carvalho Franco, fundador da Íntegra Associados, empresa especialista na recuperação de empresas; e pelo banco norte-americano ACGM.

João Cox é conhecido por ter feito a Claro (entre 2006-2010) dar uma verdadeira guinada no Brasil, apresentando crescimento de clientes e de receita. No entanto, o período em que Mario Cesar ficou na TIM (2003-2010) infelizmente coincidiu com a queda da empresa no país, com subtração milionária de faturamento e perda da vice-liderança para a Claro, em 2008. Mas é inegável que ambas carregam uma vasta experiência no setor de telecomunicações e podem ajudar a aproveitar melhor a capacidade de infraestrutura que a Oi possui para se reerguer.

Não foi especificado pelos investidores de quanto será a fatia acionária que eles pretendem tomar posse na Oi, mas Cox diz que será uma participação relevante. "Estamos discutindo esse negócio há alguns meses e entendemos que, se bem gerida, a empresa tem condições de voltar a ser competitiva", garantiu.

Com a divulgação desta notícia pela grande imprensa nacional, as ações preferenciais da Oi subiam 15,71%, para R$ 2,43; e as ações ordinárias subiam 12,54%, valendo R$ 3,14, no momento da redação deste artigo. Essa valorização mostra que o mercado está reagindo bem ao provável futuro da companhia de telecomunicações brasileira com os novos investidores, caso eles consigam colocar em prática os seus planos de aquisição.

Leia também:


Um comentário:

  1. Esse momento de crise fará a Oi ficar mais forte, atender melhor aos clientes, melhorar sua cobertura. A Oi ainda tem tudo para ser uma gigante! Só precisa aprender com os erros do passado...

    ResponderExcluir