sexta-feira, 10 de junho de 2016

Oi TV não perdoa e processa FOX por causa da campanha #VoltaFox

O que você achou? 
Canais do Grupo Fox passaram seis dias fora do ar para clientes Oi TV, que atacou a Oi nas redes sociais.



A operadora Oi abriu processo no Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) contra a campanha midiática #VoltaFox, que atacava a Oi TV pela retirada dos canais do grupo de mídia norte-americano de sua grade. Na representação 038/16, a Oi alega uso indevido da sua marca numa campanha em redes sociais baseada totalmente em "elemento de pressão para forçá-la a ceder nas negociações em curso".

Procurado pelo Conar, o Grupo Fox analisou as páginas sociais apresentadas pela Oi na denúncia, e disse que não tem responsabilidade sobre elas. Confirmou que realizou a campanha #VoltaFox, mas que as mensagens de sua responsabilidade "visavam apenas esclarecer os consumidores e que já haviam sido retiradas de exibição".

O relator Caio Ramos, do Conar, deu razão a Fox e propôs arquivar o processo da Oi. No entendimento dele, não ficou comprovada nenhuma quebra do código publicitário brasileiro pela programadora, nem infração dos direitos de marca da operadora. Seu entendimento foi acolhido por todos os conselheiros presentes na reunião.

Sobre o caso

Em fevereiro deste ano, o Minha Operadora acompanhou e publicou aqui os detalhes sobre a quebra de contrato entre Oi e Fox no ramo de TV paga. Na ocasião, a Oi justificou que a Fox estaria tentando forçar a entrada de um novo canal premium (Fox+), que encareceria os valores dos pacotes ofertados. Por não terem chegado a um acordo, a Oi removeu os canais da Fox conforme solicitado, mas a programadora não deixou barato e organizou uma represália contra a operadora.

Um dos conteúdos divulgados foi um vídeo que incentivava os consumidores a ligarem para a Oi cobrando a volta dos canais Fox. Assista:



Seis dias depois da retirada, os canais Fox voltaram para o line-up da Oi TV. Operadora e programadora chegaram a um acordo e tudo continuou como estava. Porém, parece que a Oi ainda guarda mágoas do episódio.

Leia também:


Nenhum comentário:

Postar um comentário