terça-feira, 8 de março de 2016

Anatel anuncia novas medidas contra o roubo de celular

O que você achou? 
Aparelho celular roubado agora pode ser bloqueado completamente apenas informando o número da linha telefônica para a operadora.


A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) promoveu uma entrevista coletiva à imprensa nesta terça-feira, 8 de março, a respeito de novas funcionalidades do Cadastro Nacional de Estações Móveis Impedidas (CEMI). O CEMI é um sistema que bloqueia celulares roubados, furtados e perdidos em todas as operadoras móveis brasileiras. As teles gastaram cerca de R$ 2 milhões para deixa-lo pronto, segundo o SindiTeleBrasil.

Hoje a base de dados tem cerca de 6,5 milhões de aparelhos impedidos de serem utilizados. As novas funcionalidades permitirão maior agilidade no bloqueio dos aparelhos e contribuirão para inibir furtos e roubos de celulares.

A partir de agora será possível efetuar o bloqueio por completo do aparelho celular, além do chip utilizado nele, informando apenas o número da linha roubada. Antes era preciso informar o código IMEI do celular para conseguir bloquear o dispositivo. Tudo será resolvido pela central de atendimento da operadora, inutilizando o aparelho roubado.

O site consultaaparelhoimpedido.com.br também foi criado para identificar se um determinado aparelho se encontra na lista negra das empresas de telecomunicações. Basta digitar *#06# no aparelho para que apareça o código IMEI do mesmo. Depois é só informar no site e verificar se está tudo certo com ele. Isso vai ajudar os usuários que precisam adquirir um aparelho usado, evitando ter surpresas desagradáveis.

A gerência das lojas também vai ter uma autonomia maior para bloquear aparelhos roubados. A Polícia dos estados da Bahia, Ceará e Espirito Santo foram integradas ao sistema da Anatel para, em poucas horas depois de registrado o boletim de ocorrência sobre o assalto, todos os aparelhos levados sejam inutilizados. A Anatel informou que esse procedimento demorava semanas para ser concluído.

É esperado que em breve a polícia de outros estados passem a integrar os seus sistemas com o CEMI da Anatel. A Secretaria de Segurança Pública de cada UF terá que entrar em contato com a agência manifestando interesse. O Governo de Goiás, Mato Grosso, Rio de Janeiro e São Paulo já confirmaram participação.

Não para por aí. As cargas roubadas também serão melhor administradas pela Polícia Federal. Os sistemas de controle de roubo brasileiros já são interligados aos servidores da GSMA (associação internacional que representa as operadoras de telecomunicações). Ao todo, 44 países tem algum tipo de sistema para controle de dispositivos roubados. O Brasil passa a integrar-se a eles.

Nos próximos meses a Anatel espera registrar uma grande queda no número de celulares roubados. "O intuito é tirar a atratividade do produto roubado", afirmou João Rezende, presidente da agência nacional.

Leia também:
>> Polícia vai fazer bloqueio de celular roubado em até 12 horas
>> Seguro para celular é caro. Será que mesmo assim vale a pena?
>> Brasil assina acordo para reduzir spams via SMS e roubo de celular


Um comentário: