terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Carta aberta para todas as operadoras móveis

O que você achou? 
Muito além do efeito clube, entenda o sucesso absoluto do WhatsApp, e como indiretamente as teles móveis nacionais contribuíram para que esse gigante das OTTs criasse seu império por aqui.

Muito além do efeito clube, entenda o sucesso absoluto do WhatsApp, e como indiretamente as teles móveis nacionais contribuíram para que esse gigante das OTTs criasse seu império por aqui.

Um novo ano recém começou. E esse ano sem dúvida será marcado pela disputa acirrada dos clientes "chip único". Também veremos o crescimento exponencial dos serviços OTTs, tais como WhatsApp e Netflix.

Nós nos tornamos clientes de dados. Não entendo qual a dificuldade de vocês, operadoras, entenderem isso. Agora, como cliente, eu quero dados e um sinal de qualidade para que eles sejam transmitidos. A operadora que ignorar isso estará fadada ao fracasso.

O WhatsApp foi a melhor e a pior coisa que aconteceu com vocês. Mas independentemente de gostarem dele ou não, quem deu esse poder para o aplicativo foram vocês mesmas. Como? Já explico.

Até pouco tempo atrás, nós clientes pagávamos um preço absurdo pelo envio de uma simples imagem. Pelo envio de uma mensagem de texto. A única certeza que tínhamos é de que seríamos cobrados. Mesmo que as mensagens não fossem entregues a seus destinatários. E nem quero lembrar das mensagens de texto que chegavam com atrasos de até 24 horas após o envio. Se o assunto fosse urgente era prejuízo na certa.

E a enxurrada de canais de assinatura de sons, imagens, notícias inúteis que infestavam os celulares até pouco tempo atrás, cobrando de usuários que nem sequer sabiam da existência do serviço ou mesmo que não se interessavam por tal coisa e não haviam contratado nada?

E os clientes de conta, sofrendo com cobranças astronômicas de ligações DDI feitas para outros países, as quais o cliente sequer conhecia? Ou mesmo tendo descarregadas em suas contas cobranças desconhecidas?

E a queda de chamadas,  que até os dias de hoje afligem as chamadas ilimitadas de qualquer operadora?

E o SAC que durante tantos anos nos atirou para escanteio, não entendendo o que queríamos, e quando marketing ativo, infernizou a vida dos clientes com ligações fora de hora, prometendo mundos e fundos para somente fidelizar o cliente novamente?

O que dizer então do despejo de modens 3G no início do WCDMA, vendidos de forma descontrolada, sem obedecer a critérios de disponibilidade de sinal e cobertura?

Quantos usuários foram seduzidos pela internet móvel ilimitada e depois em casa constataram a área de sombra, e para não terem seus nomes sujos, pagaram multas altíssimas pela falta de informação nas lojas de todas as operadoras?

Protegidas por contrato de letras miúdas e amparadas pela miopia da agência reguladora, vocês operadoras, vendiam o máximo e entregavam o mínimo ou até mesmo nada, culpando o vento, a montanha, árvores, e o planeta Marte pela falta de sinal na residência do cliente.

Agora os tempos são outros. Quando era a hora de vocês, lucraram muito. Quando era para fidelizar o cliente e cobrar pelo serviço sem ter sinal, aí era bom... pra vocês.

Por mais que pareçam concorrer entre vocês, a impressão atual é de que são 'farinha do mesmo saco', pois não relutam em alinhar preços, em impôr o corte de dados no pré pago, em chorar pela falta de antenas, da alta dos impostos (quem paga somos nós no final). Quem vê o discurso do sindicato de vocês, pensa: "oh! Pobrezinhos.

Mas as vítimas não são vocês. Somos nós!

Voltamos a ser fidelizados a todo vapor. A maioria dos SACs continua a demora no atendimento. Só para ouvir as opções inúteis de boas vindas lá se vai um minuto. E ser atendidos por algum atendente que realmente conhece a empresa é um golpe de sorte.

Sem falar na perseguição implacável à base de pré-pago que vocês querem exterminar a todo custo.

De tudo isso o WhatsApp nos livrou. Ele é a nova realidade em nossos aparelhos celulares, independente da operadora a qual pertencemos. Vocês dormiram no ponto, preocupadas em nos tarifar. Enquanto isso o aplicativo se incumbiu de nos cativar.

Se contentem em prestar dados, senhoras operadoras. É o que o cliente do chip único deseja. O resto, qualquer bom app dá conta do recado. Não queremos mais minutos. Nem para o clube, nem para fora dele.

Feliz 2016!

Por Marcelo Soares - Escreva seu artigo também!


6 comentários:

  1. Maravilha de texto! Marcelo Soares eu te parabenizo mil, um milhão, um bilhão de vezes pelo texto lúcido e muito, mas muito descritivo da realidade. Eu só não assino este texto com você porque você não fala só por mim nele, você fala por todo o Brasil, você fala por cada brasileiro que tem um celular e que quer apenas pagar por um serviço que seja de qualidade, que tenha boa cobertura em todas as cidades não importa se ela for grande ou pequena, perto ou longe. As operadoras não investem, a política não ajuda e juntam ambas para roubarem de nós, roubam-nos desde o momento que pisaram no nosso país e ainda por cima se julgam "as coitadas" na voz de seus sindicatos que de barriga cheia, reclamam porque o saco de sua ambição não tem fundo e muito menos fim. Que nós acordemos, que nós todos abramos nossos olhos e não permitamos mais essa falta de respeito que somos tratados nas centrais de atendimento com pessoas despreparadas nos atendendo, pelas horas infinitas que temos que passar no telefone para ter o direito a sermos atendidos, ao roubo que ainda praticam ofertando pacotes 3G e 4G e entregando velocidade que nem se pode considerar 2G, a falta de cobertura tanto dentro das grandes cidades com pontos cegos, às pequenas cidades abandonadas onde ainda chega só uma operadora e chega ainda porque foram a contra gosto por ordem da justiça que impôs essa obrigação se as teles quisessem cobrir suas gordas contas com o 3G nas grandes cidades e acima de tudo, aos roubos em nossas contas que somos obrigados a sofrer ainda hoje e a dificuldade do serviço que mais tem propaganda bonita na TV e que na realidade não entrega pouco ou quase nada. Por fim, espero que as todas as operadoras leiam sua carta e entendam que o consumidor já não é mais o mesmo de outrora, estamos deixando de sermos bobos e que se lasque aquelas operadoras que não se adequarem à nova realidade!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Hugo. Somos nós, os clientes que faremos a diferença. Que bom que você compreendeu. Um grande abraço.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  2. se F.U.D.E.U operadoras!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Meus parabéns pelo excelente artigo Marcelo. Um dos melhores que já li sobre o assunto.

    ResponderExcluir
  4. Pois é. Eu sempre falei: Ter celular dual, tri ou quad chip é um desperdício. O tal "efeito clube", que na verdade é uma forma de cartelizar o setor com todo mundo cobrando praticamente a mesma coisa sabendo da situação dos celulares de múltiplos chips. Quando começou a popularização do Whatsapp já dei logo a dica: elimine os chips e só fique com uma operadora. Quando o Whatsapp começou a fazer ligações via net é que a coisa ficou transparente para muitas pessoas. O resultado tai: quase 15 milhões de linhas desativadas em 2015.

    ResponderExcluir