terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Nextel chega a pagar quase R$ 500 milhões em leilão da Anatel

O que você achou? 
Claro foi a operadora que mais arrematou lotes. No total, licitação arrecadou cerca de 850 milhões de reais.


A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgou nesta segunda-feira, 21, balanço da licitação que teve por objetivo a expedição de autorizações para uso de radiofrequências nas faixas de 1.8 GHz, 1.9 GHz e 2.5 GHz. As propostas apresentadas pelas empresas que participaram da licitação ultrapassaram a marca de R$ 850 milhões. "A licitação representa uma importante iniciativa para ampliar o mercado de telecomunicações no País", disse o presidente da Anatel, João Rezende.

Lotes tipos A e B

Na disputa pelos lotes dos tipos A e B, foi registrado ágio* médio de 16,7% - o maior ágio foi de 1.272,5%. Do total de lotes ofertados pela Anatel, 46,1% foram arrematados. A tabela abaixo apresenta os resultados por empresa.

* Ágio é definido como um valor pago a mais do que o que foi inicialmente cobrado.


Lotes tipo C

A Anatel disponibilizou mais de 20 mil lotes do tipo C; quase 5,5 mil deles foram vendidos, como detalhado na tabela abaixo, que distribui os dados por região.


As propostas apresentadas à Agência para esse conjunto de lotes somaram R$ 89,9 milhões, com ágio médio de 99,4% - o maior ágio foi de 4.972%.

Embora a Anatel ainda esteja analisando a documentação apresentada, as avaliações prévias indicam que 324 empresas arremataram os 5,5 mil lotes vendidos.

Apenas 25 participantes (7,7%) adquiriram apenas um lote. Na média, cada empresa adquiriu 17 lotes e investiu R$ 277,5 mil.


Com a licitação, 2,9 mil municípios brasileiros - 52,1% do total - serão atendidos por mais uma prestadora de banda larga fixa. As empresas também poderão prestar serviços de voz fixa, se assim desejarem.

Para estes lotes, não foi necessária a apresentação de garantia. Foi considerada vitoriosa a melhor proposta de preço inicial, sem repiques.

As condições de pagamento são facilitadas: entrada de 10% e 10 parcelas iguais e anuais, a partir do terceiro ano, com taxa de juros simples de 0,25% ao mês mais IGP-DI.

Presidente da Anatel, João Rezende, fala em entrevista coletiva para divulgação dos resultados do leilão das três faixas de frequência.

O prazo para entrada em operação é de 18 meses, sob pena de extinção da concessão.

A maioria dos cerca de 9 mil lotes municipais para exploração de serviços foi ofertada a preços inferiores a R$ 10 mil, de modo a incentivar a participação de pequenos e médios prestadores ou mesmo de pessoas que ainda não atuam no setor de telecomunicações.

O menor lance registrado nos lotes de tipo C foi de R$ 1,5 mil e o valor médio dos lances foi de R$ 16,4 mil.

Com informações de Assessoria de Imprensa Anatel.

Leia também:
>> Oi, TIM e Vivo estão autorizadas a dividir redes de internet 4G
>> Consumidor agora pode relatar problemas na rede pelo aplicativo da Anatel
>> Governo Federal vai trabalhar para ajudar na fusão entre TIM e Oi


Nenhum comentário:

Postar um comentário