quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Promoção Vivo Tudo fica mais cara a partir de amanhã

O que você achou? 
Aumento de preços chega também aos planos pós-pagos e controle da maior operadora do Brasil. Analise os novos preços.


A oferta Vivo Tudo vai sofrer um reajuste a partir desta sexta-feira (30). O valor, tanto de ativação, quanto de renovação, vai subir de R$ 6,90 para R$ 6,99. O acréscimo de 0,09 centavos (ou +1,29%) parece pouco, mas vai fazer uma grande diferença nos cofres da empresa se contarmos a grande quantidade de clientes cadastrados na promoção.

Mas não é apenas o segmento Vivo Pré que vai sofrer correção. A maioria dos planos Controle e Pós-Pago da operadora da Telefônica vai subir, em média, mais  de 8%. Neste segmento, a mudança começa a acontecer a partir de 1º de novembro, e segue sendo gradativamente acontecendo até o final do mesmo mês.

Para servir como exemplo, veja os preços de alguns planos SmartVivo (pós-pago) após o reajuste que ocorrerá já neste domingo, 1º:
  • 1 GB: de R$ 99,99 para R$ 108,82;
  • 2 GB: de R$ 169,99 para R$ 185,00;
  • 4 GB: de R$ 259,99 para R$ 282,95;
  • 6 GB: de R$ 349,99 para R$ 380,90;
  • 8 GB: de R$ 439,99 para R$ 478,85.

Os planos MultiVivo - que oferecem o compartilhamento de conexão de voz e dados entre dispositivos diferentes - vão passar por uma acréscimo de até 5 reais na mensalidade, dependendo da opção escolhida. De todas as regionais do país, a Nordeste (composta por Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte, no mapa das telecomunicações brasileiro) é a que sofrerá o menor impacto, com reajuste de até 4 reais.


Quem tem algum plano Vivo Fixo fora de São Paulo também vai sentir o bolso pesar um pouco mais. De acordo com o pacote de minutos escolhido, o usuário vai pagar até R$ 4,78 adicionais por mês.


É bom lembrar que o consumidor é quase sempre obrigado a assinar um contrato aceitando ser fiel à operadora durante, pelo menos, um ano. Os reajustes da Vivo são feitos anualmente. Isso quer dizer que a operadora pensa no retorno que o ajuste se dará a longo prazo, para então reajustar novamente o valor em novembro do ano que vem. Se uma mensalidade sobe R$ 5, na prática, o consumidor vai pagar R$ 60 a mais durante a duração do seu contrato.

A cobrança tarifária por minuto de chamada também entra na lista de reajuste da Vivo. Em Minas Gerais, por exemplo, o aumento chegou a R$ 0,13, passando a custar R$ 1,60. As tarifas de minutagem detalhadas antes e depois da mudança podem ser conferidas aqui.

Leia também:


Um comentário:

  1. Com esses reajustes fico na dúvida se o Chip da Besta citado em Apocalipse na bíblia é o chip da MaisAD ou se é o chip da Vivo.

    Mas acho que é o chip da vivo pois o elemento tem que colocar R$ 30,00 por mês para durar 15 dias ou menos...

    ResponderExcluir