segunda-feira, 22 de junho de 2015

Nextel agora permite ao cliente montar seu plano como quiser

O que você achou? 
Antes de lançar a nova oferta, operadora utilizou uma peça publicitária anônima que questionava: "Quem controla seu plano: você ou sua operadora?".
Conheça os detalhes dos novos planos.


A operadora Nextel está com uma nova estratégia para atrair clientes para os seus planos de voz e internet. Por trabalhar apenas com planos pós-pagos (conta), a operadora tem dificuldade em captar muitos usuários que utilizam outras operadoras. No Brasil, a norte-americana Nextel possui cerca de 1,9 milhão de clientes, segundo dados mais recentes divulgados pela Anatel. Isso representa apenas 0,67% de participação de mercado.

Os novos planos PMG permitem ao consumidor ter liberdade para decidir quanto quer de minutos para falar com outras operadoras (VOZ) e quanto quer ter de franquia para navegar na internet (DADOS). Como o nome do plano já dá a entender, são três tamanhos disponíveis para cada um dos dois serviços: tamanho pequeno (P), médio (M) e grande (G).

Vamos começar a verificar os custos dos pacotes de voz:
  • P - 50 minutos em ligações locais para qualquer operadora = R$ 10,00
  • M - 500 minutos em ligações locais para qualquer operadora = R$ 20,00
  • G - 2.500 minutos em ligações locais para qualquer operadora = R$ 40,00

Pacotes de dados:
  • P - 2 GB de internet = R$ 89,99
  • M - 5 GB de internet = R$ 139,99
  • G - 10 GB de internet = R$ 219,99

Todos os pacotes oferecem ligações ilimitadas para outras linhas da Nextel, Rádio e Roaming Nacional grátis. 

Ciente dos valores de cada pacote, o cliente pode atrelar um com o outro de acordo com o seu perfil de uso. Por exemplo, se fala pouco e navega muito na internet, pode escolher P de voz e G de internet, totalizando R$ 229,99. Já quem fala muito e navega pouco, pode optar pelo G de voz e P de internet, gastando R$ 129,99. M de voz e M de internet, para os equilibrados, sai por R$ 159,99 por mês, e assim sucessivamente. 

Campanha

Para divulgar a novidade, a Nextel soltou um teaser nas redes sociais com uma conta desconhecida, que questionava até quando as operadoras de telefonia decidiriam o que o consumidor deveria utilizar. Muitos chegaram a questionar se isso seria ação de algum órgão de proteção do consumidor ou a chegada de uma nova empresa de telecomunicação ao Brasil. 

No YouTube, por exemplo, a conta "#Cansei" publicou o seguinte vídeo, sem nenhuma identificação da Nextel: 


Os comentários foram diversos:

- Meisson Daga: "Ótimo vídeo. O melhor de tudo, que não faz propaganda para nenhuma empresa telefônica." 

- Leandro Sousa: "A Nextel acabou de lançar uma campanha parecida, com foco em Dados e Voz na medida do consumidor, mas ainda tenho esperança de ser a Virgin Mobile que estava pra entrar no Brasil ainda este ano"

- Tech Stuff Brasil: "Será uma empresa americana, provavelmente a Verizon ou AT&T"

- Renan Pinheiro: "Acho que vai vim (sic) uma operadora nova por aí..."

- Pedro Ivo Tarso: "Será um sinal da Virgin chegando no Brasil batendo o pau na mesa?"

Depois veio a revelação:


Veja abaixo o making-of do comercial:


A operadora também produziu um tutorial com explicações mais detalhadas sobre os seus novos planos. Se mesmo depois de ter lido toda esta matéria você ainda não entendeu completamente como funciona essa nova foram de tarifação da Nextel, provavelmente vai ficar tudo mais claro após assisti-lo:


Leia também: Vivo e Nextel carregam o setor de celular "nas costas" em abril
                         Nextel vai investir R$ 2,5 bilhões no Brasil em 2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário