terça-feira, 5 de maio de 2015

Quase 30% das casas brasileiras tem TV por assinatura. Confira

O que você achou? 
Todas as operadoras ganharam clientes em março, com exceção da Oi.


19,76 milhões - este é o número de assinaturas de TV fechada em todo o território nacional contabilizadas pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) durante o mês de março. Esses dados mais recentes mostram que houve um aumento de 1,31 milhão de assinantes no segmento em relação ao mesmo período do ano passado (março de 2014). Seguindo indicadores de densidade fornecidos pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), 29,90% dos 66,08 milhões de lares brasileiros possuem o serviço instalado.

As principais operadoras do mercado de TV Paga adicionaram novos clientes à base. A GVT foi a que mais ganhou terreno, conquistando 22.903 clientes novos. A NET se saiu na segunda colocação em crescimento de acessos, somando novos 19,949 usuários. Depois vem a Claro (12.901), Vivo (9.263) e Sky (1.441). A Oi, pelo terceiro mês seguido, continuou tendo um desempenho ruim, perdendo 22.697 consumidores do seu serviço de televisão.

Veja o gráfico de adições líquidas* abaixo para ter uma noção melhor do que aconteceu em março:
Claro e NET fazem parte do Grupo América Móvil no Brasil (que inclui também a Embratel). Se somarmos o desempenho dessas duas, o conglomerado foi o que mais adicionou clientes à base de assinantes: 32.850. Diante da força da recém formada Claro S.A. no setor de TV paga, ambas as empresas possuem juntas o equivalente a 10,26 milhões de clientes, sendo o maior grupo de TV paga do país. A NET/Claro é seguida pela SKY - na segunda colocação do ranking mercadológico - com 5,68 milhões de usuários. Depois vem a Oi (1,23 milhão de assinantes), GVT (939 mil) e Telefônica/Vivo (790 mil).

É bom lembrar que se a GVT já tivesse sido incorporada as operações da Vivo (o que deve ocorrer até o final do semestre), o Grupo Telefônica seria o terceiro maior grupo de TV por assinatura do Brasil, com 1,72 milhão de clientes e 8,75% de participação de mercado, ocupando o lugar que hoje é da Oi.

* O resultado de adições líquidas é calculando levando em conta o número de novos clientes que uma empresa conquistou, subtraído pelo número de cancelamentos registrados no período analisado.

Leia também: Oi TV volta a perder assinantes em fevereiro. Veja os dados
                         Com exceção da Oi, todas as teles ganharam clientes em fevereiro
                         Esporte Interativo se diz surpreso com exclusão da Claro TV

2 comentários:

  1. Kkkkkkkk a Oi é fracasso atrás do outro, seja no móvel, banda larga ou TV.

    ResponderExcluir
  2. A Oi É Uma Porcaria Ô Operadora Lixo, Isso è O Que Dá Em Roubar Descaradamente Seus Clientes Cobrando Taxas Para Renovar Suas Promoções que São Uma Negação. A Oi Está em Decadência Total.

    ResponderExcluir