sexta-feira, 29 de maio de 2015

Oi não pode mais vender novas linhas fixas e móveis no RS

O que você achou? 
Apesar dos investimentos em atendimento e cobertura que a operadora garante ter feito desde que assumiu a operação da Brasil Telecom, em 2008, clientes parecem ainda não estar totalmente satisfeitos.


A Oi Rio Grande recebeu em sua sede no centro de Porto Alegre a medida cautelar contendo a decisão do Procon-RS em suspender durante 30 dias as vendas de novas linhas de celular e telefone fixo da operadora em todo o estado do Rio Grande do Sul. Caso descumpra a decisão, a Oi terá que pagar uma multa estipulada em R$ 3.071 por linha ativada.

O Procon disse que a Oi é a operadora que mais recebe reclamações no Rio Grande do Sul, e por isso teve que paralisar as vendas da companhia para que ela melhore os serviços oferecidos. Segundo o órgão de defesa do consumidor, foram recebidas centenas de reclamações sobre o não cumprimento de ofertas contratadas, atendimento ruim e desorganizado, além de cobranças indevidas.

Para se ter uma ideia, o município de Bento Gonçalves, localizado na Serra Gaúcha, com cerca de 100 mil moradores, foi o que mais enviou reclamações de clientes Oi para o Procon do Estado: mais de 300.

Maciel Giovanella, coordenador do Procon-RS disse que espera que com a medida "a empresa passe a ter o mínimo de consideração pelos consumidores na sua prestação de serviço".

Em média, R$ 208 milhões foram investidos por ano pelo Grupo Oi no estado do Rio Grande do Sul nos últimos seis anos "para evolução da qualidade do atendimento dos serviços de telecomunicações", defendeu-se a operadora, que afirmou que vai recorrer da decisão do Procon.

Leia também: Oi é proibida de vender novas linhas em duas regiões do país
                         Semana ruim para a Oi: suspensão de vendas e queda de ações

Nenhum comentário:

Postar um comentário