segunda-feira, 11 de maio de 2015

NET Vírtua/Embratel lidera crescimento da banda larga em março

O que você achou? 
Se não fosse pela Oi Velox e Vivo Speedy, todas as telefônicas teriam tido um desempenho positivo durante o mês.

Quase 37% dos domicílios brasileiros possuem internet de banda larga fixa. Os dados são referentes ao mês de março e foram divulgados pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). Ao todo, são 24,43 milhões de acessos banda larga instalados no país.

O grupo América Móvil - formado pelas empresas NET e Embratel no setor fixo - liderou o crescimento da banda larga fixa no Brasil, adicionando 77.960 novos clientes à sua rede. A GVT também foi bem e conseguiu atrair 41.403 novos assinantes. A operadora, que está processo de fusão com a Telefônica/Vivo, foi seguida pela TIM, com o seu serviço de ultra banda larga Live TIM, que instalou 7.609 novos acessos. A Algar Telecom aumentou o seu número de clientes em 4.092.

A banda larga da Oi foi só mais um serviço que apresentou crescimento negativo durante o mês de março. Passando por um processo de reestruturação após a venda da Portugal Telecom para focar nas sua operação brasileira, a operadora perde mês após mês clientes no móvel, no fixo, na TV por assinatura, e agora na banda larga: -37.032. A Vivo também obteve mais cancelamentos do que instalações, porém a perda foi mais leve do que a da Oi (-2.807).

Observe no gráfico a seguir como foi o desempenho das principais operadoras:

Apresentando adições líquidas positivas - e altas adições por sinal - a NET Vírtua/Embratel só faz reforçar ainda mais que é líder no setor, tendo 7,73 milhões de usuários. O serviço de banda larga Oi Velox é o segundo mais utilizado, por 6,48 milhões de pessoas. Depois vem a Vivo Speedy - a terceira maior operadora do segmento - com 4,08 milhões de clientes. Power GVT tem 3,04 milhões de consumidores, e 423 mil linhas de banda larga são da Algar Telecom.

É notável o crescimento das pequenas provedoras de internet, geralmente aquelas que levam o sinal de internet para lugares em que não chega a banda larga das grandes operadoras do país. Em março, as chamadas "outras operadoras" apresentaram 10,85% de market share, ante 10,65% em fevereiro. Um crescimento de 0,20% de participação de mercado em apenas 30 dias.

Leia também: Oi Velox é a única a perder clientes em fevereiro. Veja os dados
                         Em novo jingle, NET convida consumidores a experimenta-la
                         Cade autoriza que Vivo compre a GVT, mas sob algumas condições

Um comentário:

  1. A oi deve começar a investir um forte capital em todos os seus ''aparatos'' se quiser novamente crescer no mercado brasileiro,que a cada dia se torna mais exigente frente aos serviços de má qualidade prestados pela oi.''Em serviços de péssima qualidade a oi é pioneira". Carlos Henrique Mansano.

    ResponderExcluir