sábado, 25 de abril de 2015

Com exceção da Oi, todas as teles ganharam clientes em fevereiro

O que você achou? 
Vivo foi a que mais ganhou novos clientes durante o segundo mês do ano. Veja e compare os dados do setor.

O Brasil terminou o mês de fevereiro de 2015 com 282,56 milhões de linhas de telefonia móvel ativas, o que representa 138,66 celulares para cada 100 habitantes. Houve um crescimento de 0,30% (mais de 856 mil acessos) em relação a janeiro, e de 3,61% (mais de 9,9 milhões de acessos) em comparação com o mesmo mês do ano passado.

No mês de fevereiro, 68,77 milhões das linhas de celular (24,34%) eram de planos pós-pagos, enquanto que o restante - 213,79 milhões (75,66%) eram linhas pré-pagas, que necessitam de recarga para funcionar. Os dados foram divulgados pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações).

Falando de mercado, lucro e empresas, todas as operadoras de telefonia celular, com exceção da Oi (que perdeu 249.318 clientes) ganharam mais clientes do que perderam. A Vivo foi a que mais ativou novos chips (534,4 mil), seguida pela Claro (394 mil), Nextel (93,3 mil), TIM (42,8 mil) e Algar Telecom, que adicionou 14,9 mil novas linhas a sua base.

Veja o gráfico representativo das adições líquidas* de fevereiro abaixo:

A Vivo - líder em número de clientes - ganhou ainda mais terreno durante o mês de fevereiro. A operadora registra 81,24 milhões de usuários. A TIM é a segunda mais popular, com 75,82 milhões de consumidores cadastrados. Depois vem a Claro (71,77 milhões); Oi (50,40 milhões) e a Nextel, que possui 1,69 milhões de clientes.
* Adições líquidas é medida pela subtração do número de clientes de uma empresa no período anterior, em comparação com o período atual. Com essa medição podemos saber se uma operadora ganhou mais clientes do que perdeu, e vice-versa.

Leia também: Vivo é líder isolada em ganhos de clientes em janeiro
                         Oi Velox é a única a perder clientes em fevereiro. Veja os dados
                         Pela primeira vez em 10 meses, Oi TV apresenta perda de clientes

Nenhum comentário:

Postar um comentário