terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Banda larga fixa da Telefônica Vivo fecha 2014 com perda de clientes

O que você achou? 
Conglomerado formado pela Net e Embratel liderou o número de adesões no mês de dezembro e ano de 2014.
Analise o desempenho das operadoras com detalhes em gráficos.


A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), informou que o Brasil fechou o mês de dezembro de 2014 com 23,97 milhões de assinaturas de internet banda larga ativas no Brasil, um crescimento de 8,03% em relação ao mesmo mês de 2013. Isso significa uma presença em 36,51% das casas do país, segundo critérios usados pelo IBGE.

Dentre as operadoras que cresceram durante o último mês do ano, estão Net/Embratel (com adição de 53.843 clientes), GVT (20.734) e Algar Telecom (1.118). As demais principais empresas de banda larga fixa perderam clientes. Foram elas: Telefônica/Vivo (-392.560), Oi (-10.463) e TIM Fiber (-1.983).

Entenda melhor no gráfico de adições líquidas abaixo:

Como concessionárias do serviço de telefonia fixa brasileiro, Oi (todo o Brasil, exceto São Paulo) e Telefônica/Vivo (no estado de São Paulo), vem perdendo espaço para operadoras com redes mais avançadas e ainda em processo de expansão, como as da GVT e da NET. O serviço de fibra da TIM também vem ganhando espaço no mercado de SP e RJ, apesar de ter tido adições líquidas negativas no final do ano.

Se juntarmos os clientes da NET e Embratel - ambas do Grupo América Móvil - temos a maior provedora de banda larga nacional, com 7,5 milhões de usuários. A banda larga da Oi vem logo em seguida no segundo lugar (6,5 milhões). Depois vem Telefônica/Vivo (4,1 milhões), GVT (2,9 milhões) e Algar Telecom (414 mil).

Durante o ano de 2014, o setor de banda larga fixa apresentou crescimento de 7,13%. Só as cinco principais operadoras do serviço do país conseguiram incluir mais de 1,35 milhão de consumidores. O desempenho só não foi melhor por causa da perda de clientes apresentada pela Vivo Speedy. No entanto, acreditasse que o mal desempenho desta operadora não tenha afetado a inclusão digital dos paulistanos (área de atuação da Telefônica), já que essa perda na realidade trata-se de uma migração de clientes para novas empresas que estão instalando cabeamento nas cidades antes só atendidas pela Vivo.

No ano passado, a NET Vírtua junto com a Embratel realizaram a maior quantidade de instalações de internet, e a Algar Telecom, a menor.

* O resultado de adições líquidas é calculado levando-se em conta o número de novos clientes que uma operadora conquistou, subtraído pelo número de cancelamentos registrados no período analisado.

Leia também: Claro TV fechou 2014 com fuga surpreendente de clientes
                        Celular: Claro volta a liderar ganhos de clientes em dezembro

Nenhum comentário:

Postar um comentário