quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Vivo convida usuários a usarem o celular de modo consciente

O que você achou? 
Apesar de ser uma operadora de celular, empresa parece não querer que as pessoas usem a ferramenta o tempo todo.

Com a popularidade ascendente da tecnologia, cada vez mais pessoas dedicam parte de seu tempo para falar ao telefone, checar e-mails, acessar as redes sociais.... Só que isso incomoda muitas pessoas, principalmente aquelas nascidas até o fim dos anos 70. É frequente encontrar gente que se diz contrária a conexão integral - aquela em que as pessoas vivem conectadas enquanto acordadas.

É fato que uma hora ou outra, todo mundo vai ter que começar a se costumar com uma nova era, principalmente com a chegada da 'internet das coisas', onde lâmpadas, refrigeradores, portas e máquinas de lavar estarão conectados. Mas, enquanto ainda é possível manter o equilíbrio entre vida real e virtual, surge uma pergunta: Existe um jeito certo de usar o celular? Quem fez essa pergunta foi a Vivo.

Apesar de se apropriar do slogan "Conectados vivemos melhor", a Vivo convidou, através das redes sociais, os seus usuários a usarem o aparelho no modo consciente. Com um texto cheio de simbologias, a operadora escreveu:

"Será que existe um jeito certo pra usar o celular?
No banco do motorista (não)
E no banco do passageiro (sim)
Durante o filme no cinema (não)
Para chamar uma amiga que está sozinha (sim)
E deixar uma amiga falando sozinha (não)
Na sala de espera do dentista (sim)
Na sala de aula (não)
E numa mesa de bar? (sim)
Durante um jantar?
Numa reunião de trabalho?
Dar um celular para uma criança?
Sim, não, talvez?
A partir de que idade?
Cada um tem uma opinião de como usar o celular.
Mas uma coisa é certa: o importante é usar sempre no modo consciente."

Apesar do convite para reflexão, o que a companhia telefônica recebeu mesmo foram comentários com críticas em relação ao serviço prestado, e textos irônicos como o da Simone Garcia, que respondeu "Quem é a Vivo pra falar de consciência? Melhore os serviços e resolva os problemas que cria aos seus clientes primeiro para ter alguma moral com o público."

Bom, pelo menos o que vale é a intenção!

                         Serviço "Vivo Matemática" já está no ar

Nenhum comentário:

Postar um comentário