domingo, 16 de novembro de 2014

Claro TV vai lançar novo satélite em julho de 2015

O que você achou? 
Operadora de capital mexicano vai fechar este ano com investimento de R$ 10 bilhões em território brasileiro.

A Claro fechará 2014 com um investimento de R$ 10 bilhões no Brasil. O montante está sendo aplicado em infraestrutura, tecnologia, sistemas, expansão de lojas próprias de atendimento e melhoria na plataforma de atendimento aos clientes. Do total investido no país, US$ 350 milhões serão destinados ao lançamento de um novo satélite, que será destinado a melhorias no sinal da Claro TV.

“A nossa intenção é passar a oferecer mais 110 canais de alta definição através de satélite. Nosso novo satélite vai subir em julho de 2015 e atenderá a toda a América Latina. Porém, mais da metade do potencial está reservado para o Brasil porque aqui estamos passando por uma mudança de tecnologia muito forte. Existe o HD mas já está chegando a 4K, que é uma definição quatro vezes maior. O satélite estará preparado para esta mudança”, afirmou o presidente da companhia, Carlos Zenteno.

De acordo com o executivo, que participou ontem de uma convenção para o Nordeste, no Mar Hotel em Recife, um satélite tem duração de 15 anos de uso. “Por isso a ideia é que este novo satélite esteja preparado para suportar todo o avanço tecnológico que iremos atravessar”, ressalta. No geral, a Claro possui seis satélites atualmente. Pelo planejamento, além do equipamento que será lançado em 2015, outro entrará em funcionamento em 2016. Neste caso, o foco será o atendimento da Claro. 

Para o próximo ano, a aposta da companhia é na venda de combos, que engloba pacotes de TV por assinatura, telefone fixo, banda larga e celular. “Os clientes recebem uma fatura só pelos serviços completos, com uma central de atendimento única e vários benefícios interligados”, pontuou Zenteno. 

Segundo ele, a TV por assinatura ficou mais popular no Brasil mas ainda há um potencial consumidor ainda muito grande. “Este é um produto transversal a todas as classes sociais. Queremos abranger todos os clientes”, ressaltou. Segundo dados da companhia, 75% da carteira de clientes de TV por assinatura 75% têm nela a primeira experiência com a TV paga.

Sobre o nível de investimento para o próximo ano, Zenteno informou que a média registrada este ano deve ser mantida. “O plano de investimento que traçamos são a longo prazo. Independente do cenário econômico do país vamos mantê-los”, disse.


Com informações de Diario de Pernambuco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário