quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Uma nova era de internet móvel está disponível no Brasil

O que você achou? 
Quase dois anos após a chegada da tecnologia LTE no país, várias barreiras atrapalham a adesão da novidade pelos usuários.
Quais são elas e dentro de quanto tempo serão vencidas? Confira o resultado completo de mais uma enquete da semana.


A tecnologia 4G chegou ao Brasil em dezembro de 2012 com objetivo de fornecer acesso à internet em altíssima velocidade para os turistas que vieram para o Brasil durante o período da Copa das Confederações e da Copa do Mundo FIFA 2014. A primeira cidade a receber a tecnologia foi Recife, através da Claro.

Quase dois anos depois, a Anatel contabiliza mais de 3,6 milhões de linhas 4G ativas no país (dados de julho), o que representa uma participação de 1,33% em relação a outras tecnologias. Mas, você conhece alguém que já tenha acesso a nova rede? Nós quisemos saber quem dos nossos leitores está atualizado com a tecnologia móvel. O resultado: ninguém.


Nenhuma das pessoas que votaram em nossa enquete da semana passada faz uso da tecnologia no dia a dia. Alguns, 20%, já até chegaram a testar a experiência de navegação da internet 4G. Mas a grande massa (80%) ainda estão empacados no 3G.

Também não é para menos. Existem muitos empecilhos para quem quer utilizar a nova rede de internet. Seja pela pouca quantidade de aparelhos compatíveis disponíveis no mercado, seja pela pouca cobertura feita pelas operadoras atualmente, ou mesmo a falta de planos com preços mais baixos. Mas qual será o principal motivo para a falta de popularidade da rede LTE/4G entre os nossos leitores? Para não ficar apenas na curiosidade, foi isso o que perguntamos.


Apesar de uma grande operadora anunciar que já possui antenas emitindo sinais de internet 4G em mais de 100 municípios, a falta de cobertura ainda é a principal responsável pela baixa popularidade dessa tecnologia (80%). Mais até do que os valores cobrados em planos específicos para acessar a rede (20%). Conseguir um aparelho compatível parece já não ser mais um problema.

As operadoras vendem a internet 4G como uma rede com velocidade até 10x mais rápida do que a rede 3G. Apesar disso, os nossos leitores não aparentam ter pressa em migrar para a internet móvel de quarta geração. 6 em cada 10 votantes pretendem ter uma internet 4G dentro de até um ano. 4 em cada 10 deles aguardariam até mais de um ano para passar a utilizar a internet de última geração. Isso quer dizer que, apesar de interessante, toda a velocidade oferecida nessa tecnologia não chama tanto a atenção dos brasileiros. Talvez o pensamento muito comum: "se as operadoras não conseguem nem oferecer 3G direito, imagina o 4G", pode causar um receio no consumidor sobre se a novidade vai atender as suas expectativas ou não.

Nesta semana...

Por falar em internet, uma notícia veiculada nos últimos dias tem causado polêmica em todo Brasil. As operadoras querem bloquear o acesso à internet móvel quando a franquia do pacote contratado acabar, ao invés de derrubar a velocidade. Elas alegam que isso vai melhorar a experiência do usuário, pois ele vai navegar sempre em alta velocidade. Já alguns clientes e organizações de defesa do consumidor reagiram dizendo que a atitude das empresas de telefonia vai fazer as pessoas gastarem ainda mais com internet, afinal será necessário comprar um novo pacote se quiser continuar navegando. E qual a sua opinião sobre o caso? Será muito interessante recebermos a sua participação em mais uma "Enquete da Semana".

Nenhum comentário:

Postar um comentário