quinta-feira, 3 de julho de 2014

Oi fecha junho com mais de 4.200 cidades atendidas pela web popular

O que você achou? 
Durante o mês de junho a operadora adicionou mais de 150 cidades na lista do plano nacional de banda larga.

A Oi ampliou ainda mais as ofertas do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), chegando no mês de junho a mais 151 cidades brasileiras. A operadora passa a ter agora 4.212 cidades atendidas pela banda larga popular, superando a meta de atendimento de 4 mil cidades no primeiro semestre. Ou seja, passa a entregar conexões pelo programa do governo federal em 85% do total de municípios de sua a área de atuação.

As ofertas seguem o que estabelece o Termo de Compromisso de adesão ao PNBL, firmado pela Oi junto ao Ministério das Comunicações e à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). 

Por iniciativa do governo Federal, o PNBL orienta o processo de popularização da internet no Brasil, promovendo a inclusão digital e reduzindo as desigualdades sociais e regionais no país, uma vez que atinge as mais remotas cidades brasileiras.

O PNBL oferece velocidade de 1Mbps e custa R$ 35,00 (preço promocional com desconto de 5,48%) por mês. A conexão e tráfego na internet é a máxima nominal, e pode sofrer variações decorrentes de fatores externos. Nos estados em que for concedida isenção de ICMS, a oferta é feita a R$ 29,90 mensais. 

Em ambos os casos, o cliente não precisa pagar pelo modem, cedido em regime de comodato. Não é necessária a contratação de um provedor de acesso, mas se o cliente quiser poderá escolher entre os provedores de conteúdos gratuitos e pagos.

Municípios atendidos

  • Acre: Cruzeiro do Sul.
  • Amapá: Macapá; Ferreira Gomes; Santana.
  • Ceará: Itapipoca, Maranguape, Barbalha, Guaiuba, Ipu, Barreira, Apuiarés; Itarema; Jaguaruana; Jardim, Madalena Tianguá.
  • Maranhão: Balsas, Bacabal, Barreirinhas e Amarante do Maranhão.
  • Minas Gerais: Santa Luzia, Ataléia, Santo Antonio do Jacinto; Salto da Divisa; Manhuaçu; Abadia dos Dourados; Mantena; Córrego Novo; Estrela do Sul, Itaobim; Jacinto; Ladainha; Pavão; Simonésia; Tarumirim.
  • Mato Grosso do Sul: Aquidauana; Chapadão do Sul; Corumbá; Naviraí; Rio Brilhante; Ribas do Rio Pardo; Anastácio; Inocência; Ivinhema.
  • Mato Grosso: Água Boa; Alta Floresta; Barra do Garças; Cáceres; Primavera do Leste; Sinop; Tangará da Serra; Nova Mutum; Santa Rita do Trivelato; Carlinda; Diamantino; Nobres; Sorriso; Colider; Lucas do Rio Verde; Mirassol D´Óeste; Santo Antonio do Leverger; São Felix do Araguaia; Vera.
  • Pará: Parauapebas, Altamira; Tucuruí; Marabá.
  • Paraíba: Mamanguape.
  • Piauí: São Raimundo Nonato, União, Buriti dos Lopes
  • Rondônia: Cacoal, Guajará-Mirim; Ji-Paraná; Rolim de Moura; Vilhena; Presidente Médici; Novo Horizonte do Oeste; Governador Jorge Teixeira; Pimenta Bueno.
  • Rio Grande do Norte: Canguaretama; Lajes; Parazinho; Porto do Mangue; Tibau do Sul; Caraúbas; Upanema.
  • Rio Grande do Sul: Alegrete; Camaquã; Canela; Garibaldi; Gramado; Igrejinha; Ijuí; Montenegro; Santana do Livramento; santo Angelo; São Borja; Venâncio Aires; Canguçu; Santiago; Santa Vitória do Palmar; Itaqui; Tapejara; Arroio Grande; Nonoai; Portão; Sarandi; Três de Maio; Triunfo; Vicente Dutra.
  • Santa Catarina: Araquari; Balneário Camboriú; Brusque; Camboriú; Campos Novos; Chapecó; Concórdia; Fraiburgo; Gaspar; Guaramirim; Imbituba; Indaial; Ituporanga; Joacabá; Laguna; Navegantes; Rio do Sul; Rio Negrinho; São Bento do Sul; Tubarão; Urussanga; Videira; São Joaquim; Herval d’oeste; Taió; Alfredo Wagner; Braço do Norte; Campo Alegre; Catanduvas; Imaruí; Jaborá; Pomerode; Ponte Serrada; Rio dos Cedros; Sangão; São José do Cedro; Xaxim.
  • Tocantins: Araguaína; Gurupi; Miracema do Tocantins.
Com informações de IdgNow.

Um comentário:

  1. De que adianta atender tantas cidades e não possuir qualidade no suporte técnico? Há 6 meses reclamo que a velocidade da minha internet é inferior ao limite estabelecido pela Anatel, provo através de relatórios do SIMET, e o que acontece? NADA !!!! Reclamo na Anatel e o que acontece? NADA !!! O que o governo precisa é estimular os pequenos provedores, mas quem pode ir contra as grandes telecom, se a mídia noticia que o filho de um ex presidente é sócio de uma delas...

    ResponderExcluir