terça-feira, 1 de julho de 2014

Conheça "O Melhor Professor de Matemática do Brasil"

O que você achou? 
Concurso de mesmo nome foi elaborado pela Vivo para fortalecer sua plataforma voltada para a educação. Divulgamos aqui quem foi o vencedor.


Você sabia que o Brasil está entre os países com o pior índice de solução de problemas de Matemática? Em um levantamento do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa), com 85 mil estudantes de 44 países, ficamos em 38º lugar. De olho nessa questão, a Vivo, em parceria com a Abril Educação, Edumobi, O Reverso, Fundação Telefônica e Fundação Victor Civita, está investindo em uma iniciativa para tornar o aprendizado da disciplina mais acessível. Juntas, elas realizaram um concurso, que acaba de eleger o carioca Carlos Nehab “O Melhor Professor de Matemática do Brasil”. O prêmio? Ser o âncora de um serviço de ensino pelo celular e internet.

Lembra quando em abril deste ano, o Minha Operadora divulgou informações sobre o concurso? Pois bem, concurso esse que contou com mais de 50 inscritos, e 12 mil internautas, que votaram nos finalistas antes de chegar à Comissão Julgadora.

Para participar, os professores interessados tiveram que mandar um vídeo com até dois minutos de duração. Em seu vídeo, intitulado “Matemática do Cotidiano”, Carlos Nehab - que contou com 2 mil votos do público - explica com um exemplo prático como fazer de forma simples para saber o valor dos juros numa compra a prazo. Nehab receberá o prêmio em solenidade que se realizará em agosto próximo. Assista:


Formado em engenharia elétrica pelo IME (Instituto Militar de Engenharia) e com diversos cursos complementares na PUC/Rio, no IMPA e na Universidade Federal Fluminense, Carlos Nehab tem 68 anos, mais de 45 deles dedicados ao ensino da matemática em instituições como o próprio IME, na PUC e em diversas instituições de ensino superior e cursos vestibulares do Rio de Janeiro.

Ele trabalhou também como professor convidado em diversas instituições, como o IMPA, a Coppead e o IBMEC. Hoje, além de continuar atuando em vestibular, participa como professor e coordenador nas Oficinas de Matemática de projeto comunitário desenvolvido pelo Departamento de Educação da PUC/Rio. Além de um sólido currículo, Carlos demonstrou carisma, didática e facilidade em se comunicar.

A iniciativa teve o como principal objetivo encontrar um profissional que se torne referência em matemática, repetindo o case do professor Pasquale, que, com o serviço Vivo Português, já ensinou mais de 1,8 milhão de alunos pelo celular. Ele próprio surgiu para o grande público por meio de um processo de seleção da Rádio Cultura, em 1991.

O novo serviço vai se juntar aos mais de 70 cursos oferecidos pela Plataforma Vivo Educação Móvel, com cerca de 7 milhões de clientes ativos, que oferece opções para os mais variados públicos.

Essas iniciativas fazem parte da estratégia da Telefônica/Vivo de ser uma telco digital. Uma empresa que, além de prover infraestrutura de qualidade e ampla cobertura para conectar os clientes, agrega valor e cria soluções para proporcionar benefícios ao seu dia a dia de trabalho, lazer, estudo e convivência das pessoas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário