quarta-feira, 23 de julho de 2014

Aplicativos ajudam a medir a qualidade das operadoras. Instale o seu

O que você achou? 
Serviço CrowdMobi, por exemplo, testa a internet móvel do seu aparelho e sugere a melhor operadora.

Problemas de conexão não são raros para quem usa a internet pelo celular no Brasil, até por isso um aplicativo como o Mandic magiC, que ajuda a descobrir senhas públicas de Wi-Fi, faz tanto sucesso por aqui. Mas nem sempre há uma rede livre disponível, então o ideal é ter a internet que a gente paga à disposição sempre.

Há diversos aplicativos que ajudam os consumidores a avaliar a qualidade do serviço prestado pelas empresas de telefonia e a escolher qual é a melhor prestadora para cada ocasião, mas pelo menos três se destacam - embora um deles ainda não esteja disponível no Brasil.

Tappa

Lançado recentemente, o aplicativo também pode ser baixado para Android ou iOS e serve para avaliar o serviço oferecido pelas operadoras, o que faz de forma colaborativa. O usuário consegue dizer como está o nível de sinal, a qualidade das ligações e de conexão e fazer comentários.

Cria-se uma via de mão dupla: enquanto consumidores têm à disposição uma ferramenta para escolher qual operadora usar em determinadas regiões, as empresas podem usar essas informações para melhorar seus serviços.

CrowdMobi

Disponível para Android e iOS, o app informa qual operadora tem o sinal mais forte na área do usuário e, caso ele tenha um aparelho dual-chip, pode trocar entre elas para usar a melhor. Também dá para saber quais contatos da agenda têm as melhores conexões de dados.

Além disso, o CrowdMobi descobre se o pacote de dados oferecido pela operadora está sendo cumprido, qual a velocidade dos serviços, a qualidade das chamadas telefônicas e qual dos apps instalados no celular consome mais tráfego.

Glove

Este é o único que ainda não está disponível para os brasileiros, mas se chegar ao país será uma boa ferramenta para os consumidores. Durante três dias, o Glove monitora o uso do celular para saber em quais lugares a pessoa mais usa o aparelho. Então ele encontra a operadora com o sinal mais forte nessas regiões.

A empresa que criou o app argumenta que três a cada quatro pessoas poderiam usar operadoras melhores, se soubessem qual delas se enquadra melhor às suas rotinas. Então, ao invés de trocar de celular achando que ele tem problemas de recepção ou contratar outra operadora no escuro, o ideal seria analisar a concorrência e escolher conscientemente.

O Glove ainda está em fase beta e por enquanto só funciona na área da baía de São Francisco, em Nova York e em Israel. A versão para iOS será lançada até o fim do ano.

Com informações de Olhar Digital.

Nenhum comentário:

Postar um comentário