quarta-feira, 11 de junho de 2014

Teles 'guerream' cada vez mais pela presença em pontos de venda

O que você achou? 
Essa banca de revistas teve sua aparência completamente melhorada, em troca da exposição da marca da Vivo.

Você já viu pontos de venda como bancas de jornal, farmácias, mercadinhos e restaurantes que mais parecem lojas das operadoras? Pois é, as empresas de telefonia vem investindo cada vez mais na exposição de seus produtos e serviços em lojas já conhecidas da população.

Por exemplo, em São José do Rio Preto (SP) quem está se beneficiando, por tabela, são os pequenos comerciantes. A estratégia de marketing agressiva de Claro, TIM e Vivo envolve a reforma ou melhoria das fachadas dos pequenos comércios, que ganham uma identidade mais moderna e ainda evitam essa despesa em seu orçamento. A contrapartida é oferecer o espaço para a propaganda da companhia.

É o caso do empresário Helder Augusto Carniato (na foto abaixo), da Planet Cel, que vende aparelhos celulares e oferece assistência técnica aos clientes. A TIM trocou a fachada da loja, consertou a parte elétrica do luminoso, que estava pifado e ainda forneceu alguns acessórios, como porta-celulares para dispor os equipamentos na vitrine. Carniato estima que o gasto da empresa tenha sido de R$ 2,5 mil. "Para nós é muito bom, além de economizar dá uma cara nova para a loja e os clientes ficam satisfeitos", disse.


O diretor comercial da TIM para o interior de São Paulo, Daniel Pillman, afirmou que essa estratégia foi implementada em novembro do ano passado para aumentar a visibilidade de micros, pequenos e médios empresários. Em Rio Preto, 85 pontos de venda já tiveram sua fachada revitalizada e, até o fim o ano, o número deve chegar a 170. O investimento supera R$ 20 mil.

São lanchonetes, bares, pet shops, mercados municipais e outros pontos que tenham potencial de venda. "O empresário é estimulado a trocar a fachada, a padronizar com seu nome e estimula a venda de chip", afirma. Com isso, aumenta a visibilidade do negócio e a penetração da marca na comunidade. Na área do DDD 17 a TIM tem cerca de 4 mil pontos de venda e 700 mil clientes, o que representa 24,06% do Market share. "A satisfação do parceiro é muito grande e o aumento na venda de chips, em alguns casos, chega a 37%, 38%", afirma.

A Claro está investindo R$ 35 mil neste mês nesse tipo de ação em Rio Preto. Serão mais 11 pontos de venda (PDV) e uma banca. De acordo com a empresa, não será pago aluguel a oito dos 11 PDVS, que terão as fachadas renovadas com 60% do espaço para o lojista e 40% para a operadora. Para o mês que vem estão previstas parcerias com outros 10 comerciantes.

Além de dar maior visibilidade a marca, pois indica que o local comercializa produtos (recarga e chip) da empresa, esse tipo de mídia é uma forma interessante de ampliar a presença da marca na região e acaba sendo uma alternativa complementar eficaz aos trabalhos realizados em outdoor, busdoor e empenas (fachadas de prédios), por exemplo. Na área do DDD 17, a empresa tem 1,1 milhão de clientes e 39,64% do market share.

2 comentários:

  1. Eu venho Á TEMPOS tentando fz com a bc de revista q eu e minha irmã temos! Como faço,pq só prometem? me diz, pfvr . Sou de Fortaleza desde já Obrigada!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Goretti, tudo bem? Cada empresa utiliza uma tática diferente para conseguirem fixar suas imagens em bancas de revista como a sua. Às vezes os próprios representantes da operadora escolhem o ponto de venda e vão até ele oferecer a parceria, ou você pode entrar em contato diretamente com cada uma delas. Qual operadora que você prefere fazer parceria?

      Excluir