quinta-feira, 12 de junho de 2014

Na região sul, funcionários da Oi param de trabalhar

O que você achou? 
Em toda a região sul centenas de trabalhadores da RM Telecom não estão prestando serviço aos clientes da operadora.


Hoje é o dia de abertura da Copa do Mundo no Brasil. Por isso, pelo menos hoje, o Minha Operadora vai esquecer informações corriqueiras de depredações, vandalismo e greves para se dedicar a publicar notícias envolvendo o mundial. Aqui vão as nossas últimas informações sobre esse tipo de assunto.

Pouco mais de 80 funcionários de manutenção que trabalham em uma prestadora de serviço da Oi deflagram greve desde esta segunda-feira (09). Eles estão reivindicando 5,58% de reajuste referente à inflação mais 5% de ganho real. Além do aumento salarial, os funcionários pedem aumento no valor do vale-refeição e do aluguel do automóvel, pois os carros utilizados para fazer as manutenções são particulares.

Uma reunião que aconteceu na tarde desta terça-feira (10) em Florianópolis pode definir os rumos do movimento em Santa Catarina. Vale lembrar que o movimento acontece não só em Santa Catarina, mas em outros estados da região sul do país.

Segundo o representante do Sindicato dos Comerciários, Reinaldo Alberto Ziemer, por enquanto, as atividades continuam paralisadas.

Confira o esclarecimento da Oi divulgado por meio de nota:

"A Oi esclarece que a responsabilidade na contratação e gestão dos profissionais é exclusiva dos fornecedores, já que os contratos com a Oi tratam unicamente do escopo das atividades previstas nos contratos.

A Oi informa ainda que mantém planos de contingência com objetivo de acionar equipes próprias e contratadas inclusive de outras localidades para garantir a prestação de serviço em regiões afetadas. Casos pontuais de problemas técnicos podem ser comunicados pelo canal de atendimento 103 14."

E uma "última" informação...

O grupo espanhol Telefónica e as chinesas China Unicom e Tsinghua Holdings Technology and Innovation (THTI) anunciaram uma aliança para a criação de uma plataforma aberta global de inovação. O acordo prevê o compartilhamento de investimentos e ferramentas de inovação das três empresas para incubação e aceleração de start-ups na China, na Europa e na América Latina.

A Telefónica/Vivo já possuía acordos de cooperação individualmente com a China Unicom e com a THTI, este último através da aliança entre a Wyra e a Virtue Inno Valley (uma iniciativa da THTI em parceria com a Universidade de Tsinghua na região de Zhong Guan Cun – o "Vale do Silício" chinês, em Pequim).

Nenhum comentário:

Postar um comentário