sábado, 10 de maio de 2014

TIM divulga os Resultados do 1º Trimestre de 2014

O que você achou? 
Lucro líquido da empresa foi de 372 milhões de reais, alta de 22 por cento em relação ao mesmo período do ano passado.

A TIM Participações S.A. anunciou seus resultados do primeiro trimestre de 2014 nesta sexta-feira (09/05).

Principais Destaques Operacionais

  • A base de usuários de dados cresceu 20% A/A, alcançando 36% da base total, com 26,6 milhões de usuários 3G (+85% A/A).
  • A base de clientes pós-pago cresceu 12% A/A, ou 16% excluindo mini-modems e M2M;
  • Posição de liderança no mercado de aparelhos com 37% do total de vendas das operadoras;
  • Payback móvel(SAC/ARPU) permaneceu estável em 1,6x; 
  • A base de clientes Live TIM chegou a 75 mil usuários, adicionando 14,7 mil clientes. Domicílios endereçáveis ultrapassaram 1,1 Mi;
  • Expansão do projeto Fiber-To-The-Site (FTTS): inclusão de 31 novas cidades em 2014.

Principais Destaques Financeiros

  • Receita líquida de serviços móveis cresceu 1,4% A/A, enquanto as receitas líquidas de “negócios gerados” (sainte+SVA) cresceram 9% A/A. A receita líquida se manteve estável fortemente impactada pelo corte da VU-M; 
  • A Receita Bruta de Dados cresceu 20% A/A, alcançando R$1,5 Bi, ou 25,2% da receita bruta de serviços móveis (vs. 21,4% no 1T13);
  • O EBITDA totalizou R$ 1,32 Bi (+8% A/A) com margem EBITDA de 28,0% e Margem de Serviços (excluindo aparelhos) de 33,2%;
  • O Lucro Líquido totalizou R$ 372,1 Mi, um crescimento de 22% A/A;
  • Os investimentos totalizaram R$ 612,9 milhões no 1T, um crescimento relevante de 30%, sendo aproximadamente 95% destinados à infraestrutura.

A exemplo da Vivo, a TIM forneceu durante a divulgação dos resultados financeiros e operacionais dados que refletem a massificação de smartphones e webphones no mercado brasileiro.

De acordo com o presidente da operadora, Rodrigo Abreu, usuários com smartphones ou webphones já são 58% da base total de 73,4 milhões de usuários, ou 42,86 milhões de assinantes. Já os clientes que efetivamente utilizam serviços de dados móveis da operadora somam 27 milhões, o que representaria mais de 60% de todos os assinantes da TIM que têm um handset capaz de acessar à Internet.

"O número de usuários de dados (móveis) cresceu mais de 20% na comparação ano contra ano (com base em dados do final de março) e já representam 36% da base total", comemora Abreu. Em março de 2013, eram 22 milhões de usuários ativos de planos de dados, equivalentes a 31% da base de 71,2 milhões de clientes somados naquele mês.

Esse aumento da penetração, obviamente, além de se refletir no aumento do uso de dados, também tem feito a receita de serviços de valor adicionado crescer. A receita bruta de serviços de valor agregado totalizaram R$ 1,5 bilhão entre janeiro e março, 20,4% a mais que em igual período de 2014 e chegou a 25,2% da receita bruta de serviços móveis graças ao que a companhia chamou de "forte e contínua adesão aos planos de dados Infinity e Liberty".

E nessa conta de VAS, o acesso à Internet têm peso cada vez maior. "Não abrimos a quebra entre SMS e demais serviços de dados na composição, mas podemos dizer que mesmo com a receita de SMS declinando de maneira significativa, como tem acontecido em todo o mercado, a receita total de dados continua com crescimento de 20% a 30%, graças tanto a receitas de conectividade com navegação em microbrowser quanto às associadas a conteúdo, como de educação e música, e ainda a serviços de segurança de dados, backup e rastreamento de smartphones", detalha o executivo. Ele garante, entretanto, que mesmo com a menor utilização de SMS por conta da substituição por aplicativos de mensagens, como Whatsapp, o uso do SMS continua a crescer, mesmo já não representando há algum tempo mais de 50% das receitas de VAS.

Investimentos

Para suportar demanda por dados e melhorar experiência dos clientes, cerca de 87,5% dos R$ 613 milhões investidos em rede pela TIM entre janeiro e março foram destinados às redes de dados 3G e 4G – cerca de 25% para o 4G e 62,5% para o 3G. Segundo Abreu, foram 111 novos sites de 3G implantados no trimestre, totalizando 9,185 mil estações radiobase (ERBs) e outros 208 de 4G, somando um total de 2,133 mil ERBs; além de 104 novos hotspots Wi-Fi integrados na rede móvel para offload de tráfego (total de 904). "Nossa expectativa é chegar até o final do ano com 14 mil ERBs 3G e 4G e 2 mil hotsposts Wi-Fi integrados à nossa rede móvel", conta Abreu.

Vale lembrar que as implantações de 4G da TIM estão sendo compartilhadas com a Oi e Abreu vê como positiva a discussão que se iniciou na Anatel para permitir o RAN sharing com compartilhamento de redes e espectro utilizando frequências mais baixas, além dos 2,5 GHz, para cumprimento de metas de cobertura das áreas ruais. "Acreditamos que qualquer possibilidade de sharing é positivo para cumprimento das metas ruais e, quando se tem possibilidade de fazer isso com frequências mais baixas, é mais eficiente. Ainda mais porque é uma obrigação regulatória, sem grande interesse comercial", pontua. O executivo diz que a TIM também está fazendo parte das discussões na Anatel e acredita que, futuramente, o ran sharing também pode ser estendido para outros serviços, como 2G e 3G.

Outro movimento da operadora é conectar suas ERBs com backhaul de fibra para aumentar a capacidade de escoamento do tráfego de dados da interface aérea para o backbone da operadora. Ao final de 2013, 39 cidades tinham suas ERBs com fiber-to-the-site (FTTS) e o objetivo é fechar 2014 com um total de cem cidades. "Um dos efeitos do projeto de mobile broadband (de FTTS) é o aumento do tráfego e do uso dos serviços de dados. Havia, em algumas situações, um uso represado de dados e em algumas cidades houve aumento de mais de 40% no tráfego despois de ativarmos o projeto", revela o presidente da TIM.

O Minha Operadora costuma publicar dados comparativos referentes ao desempenho das principais operadoras do país após análise detalhada da consultoria em Telecomunicações Teleco. Isso só deve ocorrer quando todas as empresas publicarem os seus relatórios, como a Oi, que só deve divulgar o seu na próxima quarta-feira, 14 de maio. Enquanto isso você pode rever dados anteriores acessando o marcador "Resultados Trimestrais".

Com informações de TIM e Teletime.

Nenhum comentário:

Postar um comentário