domingo, 11 de maio de 2014

Sercomtel demite funcionário por justa causa. Saiba o motivo

O que você achou? 
O funcionário está preso desde setembro do ano passado pois também já tentou envenenar um colega de trabalho.

A Sercomtel abriu um processo administrativo para apurar fraude, em irregularidades com cartões telefônicos e recargas de celular pré-pago. Izaltino Toppa (funcionário envolvido) era o responsável por verificar o contrato fraudado, que deu prejuízo de R$ 600 mil a empresa de telefonia. Concluído o processo, a empresa decidiu demitir Toppa por justa causa. A Sercomtel recebeu vários cheques sem fundo da empresa terceirizada Solterc, pelos cartões telefônicos.

Toppa que está preso e tem 10 dias para recorrer da decisão. A Sercomtel tem pouca esperança de receber o dinheiro perdido, pois a empresa Solterc não existe mais e Toppa não tem condições de ressarcir o dinheiro. O ex-funcionário permanece preso desde setembro do ano passado, quando tentou envenenar um colega de trabalho com chumbinhos. Ele foi extorquido por cinco pessoas, as quais teria contratado para matar seu colega de trabalho. O valor que chegou a pagar na extorsão foi de R$ 20 mil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário